Garanhuns, 30 de junho de 2007
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

ULISSES AGRADECE

Do jornalista Ulisses Pinto, ex-colunista do Correio, recebemos uma carta de agradecimento que publicamos abaixo, na íntegra.

"Através desta nota, com sentimnto d´alma, agradecemos as palavras generosas de Roberto Almeida, diretor deste jornal, há dias publicadas. E a outras três figuras que são Fernanda Nicéas, Glorinha Luna e Carlos Janduy. As mulheres estavam no Recife, mas anteciparam suas viagens para acompanharem em Garanhuns, "in loco", a nossa posse como sócio da Academia de Letras desta terrra, na noite do dia 16 do corrente mês. (Cadeira de número 11, do escritor Alfredo Leite Cavalcanti).

Carlos Janduy escreveu na sua coluna, intitulada "Correio Cultural", uma nota elevando Ulisses Pinto, que segundo o mesmo é "um exemplo de dedicação à causa do jornalismo". Tanto ele, como Roberto, falaram mais sobre a nossa pessoa. Ambos são jornalistas formados, escritores, poetas e pertencem à aludida Academia de Letras de Garanhuns. O Janduy, é ainda cidadão honorário da terra que tem pela segunda vez um presidente da República (Lula). Mas Roberto dentro de pouco tempo será um Cidadão Honorário, assim como deverá acontecer com Rossini Moura, outro valoroso homem de imprensa. Ambos são merecedores da honraria.

O companheiro do jornal, sem se expressar como diretor, disse no comentário , que estamos agradecendo, entre outras palavras, no final: "Que o seu exemplo de dedicação à causa do jornalismo possa ser seguido pelos mais jovens".

A outra amiga, Glorinha Luna, que tem o sangue do jornalismo nas veias, já está colaborando no "Correio Sete Colinas". Na carta que escrevemos a Roberto Almeida, nas "entrelinhas" previmos isto... E tem mais: será também escritora, possivelmente no próximo ano.

Quanta a outra amiga de longos tempos, tempos gloriosos de Silvia Galvão, surge o nome de Fernanda Nicéas. Pelo seu eloqüente cartão, o qual não é dos primeiros, é uma relíquia em termos de bondade, de inteligência a serviço do bem comum. Bastga dizer que é filha de um saudoso escritor e jornalista, Alcides Nicéas, nosso companheiro de congressos de jornalistas pernambucanos, dos velhos tempos.

Finalmente, as quatro figuras acima citadas, são ramos da mesma árvore, em termos de engrandecer o nosso mundo jornalístico e literário. E, por tudo isto, ULISSES AGRADECE.