Garanhuns, 30 de junho de 2007
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CULTURA
 

ENTRELAÇAMENTO

Érika Renata

Que seria de mim sem amor?
Que seria de mim sem outro?
Rosa sem cheiro, mar vazio
Pássaro sem ninho, poço de solidão.

Porém, olha a rosa no jardim do vizinho,
Na esquina do parque
Há um lindo pássaro recitando uma poesia.

Que boba fui, o amor não morre, nunca morrerá.
Amor é a imensidade,
O amor sou eu e o meu eu no outro
E todo entrelaçamento. Alma, natureza
E seres humanos juntos.


Érika Renata é estudante, escreve crônicas e poemas.
Tirou o primeiro lugar no Concurso de Crônicas realizado pelo Correio, em 2006.