Garanhuns, 2 de junho de 2007
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
POLÍTICA
 

Inocêncio assume obra da BR-423

Deputado federal bem votado em Garanhuns nas últimas duas eleições, o presidente do PR em Pernambuco, Inocêncio Oliveira, enviou carta ao ex-vereador do município, Gedécio Barros, comunicando a aprovação da proposta de duplicação da BR-423, uma luta que vem sendo travada pelo prefeito Luiz Carlos de Oliveira, com apoio de prefeitos e parlamentares da região. Na correspondência do líder do Partido Republicano, datada do dia 17 de maio passado, ele informa que o Ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, já autorizou o diretor do DNIT em Pernambuco, Marcos César Crispim a fazer o projeto referente à rodovia federal.

Inocêncio Oliveira disse que a solicitação do projeto ao ministro foi feita durante uma audiência, da qual participaram, além dele, o governador do Estado, Eduardo Campos, o vice-governador, João Lyra Neto, e o chefe da representação pernambucana em Brasília, Renato Thiebaut. "O ministro ligou na hora, autorizando o projeto dessa importante obra", destacou o parlamentar do PR.

Na conversa com o ministro e o governador, o deputado pernambucano destacou a importância da duplicação, beneficiando os municípios de São Caetano, Cachoeirinha, Lajedo, Jupi, o distrito de Neves (município de Jucati) e Garanhuns. "A BR duplicada será um importante pólo de desenvolvimento, integrando grande parte do Agreste Meridional com o restante do Estado de Pernambuco, que tem Garanhuns como centro turístico e sócio-econômico mais importante dessa região", salientou.

No final da carta ao ex-vereador Gedécio Barros, que comanda o Partido Republicano no município, Inocêncio Oliveira confessou estar feliz em dar sua contribuição para a proposta de duplicação da estrada São Caetano/Garanhuns. "A interiorização do desenvolvimento é fundamental para proporcionar ao cidadão pernambucano igualdade de direitos e de oportunidades, independente da localidade em que vive e exerça suas atividades", concluiu o deputado.