Garanhuns, 21 de abril de 2007
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

Psicólogo é assassinado na frente de motel Lua Nua

No vigésimo sexto assassinato do ano em Garanhuns, o psicólogo Cláudio Alames Campos, de 33 anos, foi morto a tiros, na madrugada do último dia 15, quando saía do Motel Lua Nua, às margens da rodovia José Cardoso, no caminho para São João. Dois homens não identificados foram os responsáveis pelo homicídio.

Além de Cláudio, estava no carro, um Corsa de cor prata, o professor Diógenes Rodrigues Barbosa, de 27 anos, que foi ferido de raspão pelos agressores e precisou de atendimento médico no Hospital Regional Dom Moura. Na unidade de saúde local, o sobrevivente do atentado disse que as mulheres que os acompanhavam ao motel conseguiram fugir.

Embora ainda estejamos no mês de abril, já tivemos este ano em Garanhuns quase a metade dos homicídios de todo o ano de 2006, quando ocorreram pouco mais de 50 crimes de morte no município. Alguns assassinatos têm chamado a atenção, como os que ocorreram no último dia oito e vitimaram três pessoas, todas elas da mesma família.

Ademir Faustino da Silva, agricultor de 60 anos, sua mulher, Irenilda Teles da Rocha, 42, e uma filha do casal, Vitória Camila Teles Faustino, 13, foram assassinados no Sítio Belamente, que fica próximo à cidade. O chefe da família foi morto dentro de casa, por três homens armados e encapuzado e a mulher e a filha foram levados pelos bandidos. Seus corpos foram encontrados no dia seguinte, jogados perto de uma barragem na zona rural do município.

Tanto os crimes do dia oito quanto o da segunda-feira, 15, estão sendo investigados pelo delegado José Silvestre, da 2ª DP. A Polícia Civil que atua na cidade tem feito o que pode para reduzir a criminalidade, mas a violência continua preocupante. Recentemente, foram presas 11 pessoas acusadas de pertencer a grupos de extermínio e encaminhadas até a capital. A esperança da população é que prisões como essas tornem Garanhuns um lugar mais tranqüilo de se viver.