Garanhuns, 1º de outubro de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

Programa Paulo Freire vai beneficiar 100 mil alunos

O secretário de Educação e Cultura, Mozart Neves Ramos, e a presidente do Centro Paulo Freire, Nayde Lima, assinaram na Universidade Federal de Pernambuco, um convênio de cooperação técnica para a realização do Programa Paulo Freire. A iniciativa, que beneficiará 100 mil alunos das escolas estaduais da Região Metropolitana do Recife e do Interior, tem como objetivo oferecer formação continuada a mais de 3,8 mil professores do projeto Educação de Jovens e Adultos (EJA). Os recursos de R$ 3,2 milhões são oriundos do Ministério da Educação, através do Programa Fazendo Escola.

Também com finalidade semelhante, foi implantada em agosto uma capacitação voltada para os professores das escolas estaduais e municipais. Com a ação, estão sendo contemplados profissionais de 81 municípios de Pernambuco. O objetivo é habilitar os coordenadores que trabalham no Interior para que eles sejam formadores dos professores nesses municípios. Ainda no mês passado, também teve início a elaboração de um livro didático contendo todas as disciplinas que são oferecidas aos alunos de 1a a 8a série do ensino fundamental. Até 2006, será realizado um seminário para avaliar o processo de formação dos professores e técnicos da Secretaria de Educação e Cultura, quando será discutido o impacto da formação dos professores do programa Educação de Jovens e Adultos na rede estadual.

O Programa Paulo Freire, uma homenagem ao educador pernambucano, é uma das ações realizadas no V Colóquio Internacional Paulo Freire, iniciado ontem, às 18h. Os trabalhos prosseguem até quinta-feira, na UFPE. A Secretaria de Educação e Cultura garantiu a participação de 500 professores das escolas estaduais nas reuniões do colóquio. A idéia é ampliar a discussão sobre educação e sociedade multicultural. Pesquisadores e educadores do Brasil e de outros países estarão presentes nas sete conferências e nas 30 mesas-redondas. Mais de 300 comunicações orais e relatos de experiências serão apresentados.