Garanhuns, 1º de outubro de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CULTURA
 

2005 Ano de Jornada Nacional de Literatura!

A cidade de Passo Fundo (RS) fervilhou com mais Jornada Nacional de literatura e desta vez o Ses-Garanhuns esteve presente, através da professora Marcilene Pereira. Esse evento na cidade gaúcha começou em 1981, dentro de uma sala de aula, reunindo nove autores que viviam para a literatura. Passaram-se os anos e a jornada cresceu, ganhou notoridade nacional e internacional. Saiu da sala de aula para dentro de uma lona de circo, onde o espetáculo apresentado enche os olhos de quase 20 mil pessoas, entre escritores, críticos literários e leitores.

A Jornada deste ano, realizada no final de agosto, foi a 11ª completando 24 anos de existência. Contou com a participação de grandes medalhões das letras de reconhecimento mundial como Jostein Gaarder, autor de "Mundo de Sofia". Luis Fernando Veríssimo, Ariano Suassuna foram algumas das atrações nacionais.

FINALISTAS - O evento este ano teve entre seus finalistas os escritores José Saramago, Silviano Santiago, Rodrigo Lacerda e Chico Buarque de Holanda, ficando com este último o prêmio de um cheque de R$ 100mil, conquistado com o terceiro romance do autor, BUDAPESTE, publicado pela Cia das Letras, um dos livros mais vendidos durante a Jornada. Esta foi a primeira vez que Chico participou do evento, ele só conhecia à distância, principalmente através dos comentários do amigo Luis Fernando Veríssimo, mas declarou que sempre teve vontade de participar.

No último dia da jornada aconteceu a homenagem à família Veríssimo, pelo centenário do escritor Erico Veríssimo. Estiveram presentes: Luis Fernando Veríssimo, com sua filha Lúcia e netas Fernanda e Mariana. Todos foram muito aplaudidos. O centenário foi homenageado desde a música, composta especialmente para o Evento, Exposição Erico Veríssimo: Retratos da vida inteira, como pela adaptação do livro Fantoches ( 1º livro do autor, escrito na década de 30) em peça teatral pelo grupo Viramundos. O filho ilustre Luis Fernando Veríssimo, afirmou que essa homenagem concedida pela Jornada é a mais importante de todas , porque Passo Fundo é uma festa dos livros, e que ver a reedição dos livros do pai, pela Cia das Letras é o fato de maior emoção no centenário do escritor.

A garanhuense Marcilene Pereira, demonstrou muita satisfação em parcipar ativamente da Jornada de Literatura em Passo Fundo. "Para mim passar uma semana respirando literatura, com o privilégio de ver, ouvir e conversar com escritores que sempre admirei foi de um aprendizado e emoção inexplicáveis, só estando lá para compreender o que tento expressar. Obrigada SESC por essa credibilidade", afirmou a representante do Sesc Garanhuns.