Garanhuns, 1º de outubro de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CIDADE
 

Diocesano chega aos 90 anos

Neste mês de outubro, mais propriamente no dia 12, o Colégio Diocesano de Garanhuns completa 90 anos de existência. A comemoração de mais esse aniversário na vida do antigo "ginásio" começou desde setembro passado e se estenderá até meados do mês em curso, com oficinas de arte, passeios ecológicos, apresentações teatrais, concurso de poesia, competições esportivas, lançamento de livros, eleição da nova diretoria da Associação dos Ex-alunos, missa de ação de graças e shows com artistas locais.

Na verdade a direção do Colégio Diocesano trabalha a festa de aniversário dos 90 anos do educandário desde o ano passado e um dos marcos das comemorações é a entrega da primeira etapa da quadra coberta da escola, construída na atual gestão. A mesma está praticamente concluída e já será utilizada nas competições esportivas e outros atos desse 12 de outubro. Outro ponto alto será o desfile cívico de alunos e ex-alunos, pelas principais ruas do centro, com a participação de outros colégios da cidade.

O Diocesano foi fundado em 1915, pelo padre Antero e a partir daí começou sua história por uma educação de qualidade. Em 1925 passou a funcionar no atual prédio, localizado na antiga Praça da Bandeira, hoje denominada Monsenhor Adelmar, em homenagem ao religioso que durante 44 anos dirigiu o colégio. Atualmente comanda o "Gigante" o professor Albérico Fernandes, que este ano completa 20 anos à frente do estabelecimento de ensino.

Pelas salas do Diocesano passaram grandes personalidades da história de Garanhuns, de Pernambuco e do Brasil. Médicos, advogados, jornalistas, engenheiros, políticos locais, empresários e até governadores de Estado. É impossível citar tanta gente importante que freqüentou as salas do "Gigante da Praça Monsenhor Adelmar", mas poderíamos lembrar pelo menos de alguns nomes, como Amílcar Valença, Ivo Amaral José Inácio e Silvino Andrade (ex-prefeitos), Rubens Vaz da Costa (ex-ministro de Estado), Julião Marques (músico), Ivaldo Dourado (médico), Fernando Castelão (comunicador e publicitário), Manoel Neto (jornalista e advogado), Joaquim Guerra (ex-deputado e filho do ex-governador Paulo Guerra), Carlos Wilson Campos (ex-governador de Estado) e o prefeito atual de Garanhuns, Luiz Carlos de Oliveira.

São ainda ex-alunos do Diocesano o deputado Romário Dias, presidente da Assembléia Legislativa, Carlos Porto, presidente do Tribunal de Contas, deputado Izaías Régis, desembargador Jones Figueiredo, o médico Amauri de Medeiros, o prefeito de Correntes, Ronaldo Amaral, o deputado Marcantônio Dourado, os jornalistas Gladstone Vieira Belo (DP), Marcílio Luna, Marcílio Reinaux e Ulisses Pinto; o advogado Ivo Amaral Júnior, empresários Ciro Ferreira Costa, Mário Barbosa e Luciano Oliveira; o economista Pedro Jorge Valença, Dr. José Couto de Oliveira, Dom Acácio (bispo emérito de Palmares), Dom Jaime Mota (bispo de Alagoinhas, na BA), padre Ivo Francisco (ex-prefeito de Jupi) e Antônio Dourado (ex-prefeito de Lajedo).

Na página ao lado, confira a programação completa dos 90 anos do Diocesano.