Garanhuns, 1º de outubro de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CIDADE
 

Correio deixa de entregar cartas

Moradores do Loteamento Morada do Sol, nas proximidades do Conjunto Francisco Figueira (Cohab II), não recebem a correspondência em sua casas, na entrega feita pela Empresa de Correio e Telégrafos. O problema já existe há alguns anos, as pessoas se queixam mas nada é resolvido. "A gente tem de apanhar as carta aqui na padaria", revela Cristóvão Matias, que reside na área e já esteve tanto no Correio quanto na prefeitura para tentar solucionar a questão.

Segundo Cristóvão, que atua como líder comunitário do loteamento, os funcionários do Correio culpam a prefeitura pelo problema, porém na prefeitura eles devolvem a críticas a ECT. "A informação que recebemos nos Correios é que a prefeitura nunca fez a numeração das casas, por isso as carta não podem ser entregues", disse Matias.

O líder comunitário reside na Avenida Antônio Dias, localizada entre o Colégio Santa Joana D`Arc e o o antigo Posto Bahia. É uma via pública larga, arborizada, com muita casas boas e próxima a Loja Maçônica. Apesar da estratégica localização, nenhuma das casas da área recebe qualquer correspondência que venha pelo Correio.

Na avaliação dos moradores do Morada do Sol, o problema é fácil de ser resolvido, no entanto falta boa vontade ou competência, seja por parte da prefeitura ou da Empresa dos Correios. Cristóvão e outras pessoas do bairro já denunciaram a questão nas rádios da cidade, já procuraram as autoridades, contudo as coisas continuam na mesma. "E depois na campanha política passada ainda diziam que Garanhuns não pode parar...", alfineta Matias, indignado com a situação.