Garanhuns, 30 de julho de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

COLUNA DE ULISSES

Ulisses Pinto


GRANDE VISITANTE - Nesta edição ampla reportagem sobre a vinda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, filho de nossa e da sua Garanhuns. Nasceu quando Caetés era distrito deste município. É orgulho nosso em dizer aqui para muitos que Caetés e Paranatama foram emancipados graças a dois projetos do mano Aluísio Souto Pinto, quando deputado estadual.

Lula veio visitar Garanhuns e participou, na Esplanada Guadalajara, do lançamento oficial do Plano Safra para o biênio 2005/2006, parte do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Segundo a imprensa, tal plano "terá um investimento de R$ 9 bilhões para distribuição de crédito aos agricultores assentados da reforma agrária". Compareceram grandes figuras da união, como o novo ministro da Educação, Fernando Haddac que veio inaugurar, ao lado do presidente da República, a sede provisória do campus avançado da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

Pela manhã do dia 3, ocorreram festividades regionais inclusive do "Forró Pesado", grupo do "Castainho", remanescentes do pretos oriundos da turma do "Zumbi dos Palmares", que lutaram pela liberdade. O 71º BI Motorizado, sua banda de música, se fez presente sob o comando do coronel Eudes Lima. Este colunista, aplaude a chegada e permanencia do presidente Lula nesta cidade.


PRIMEIRA RENÚNCIA - O deputado federal Valdemar Costa Neto, presidente do Partido Liberal, renunciou no dia 1º do corrente o seu mandato. Ele "bancou" o sabido e deste modo fica livre de ser casado e da inegibilidade. O ex-deputado era na certa um dos possíveis cassados pelo Congresso, mais além. Observa-se, assim, que a "crise política' continua, atingindo é claro deputados governistas ou ligados ao próprio PT.

É mais um vitória do deputado federal Roberto Jefferson, porém será por pouco tempo. O mesmo ou renuncia ou irá perder seu mandato. Este assunto vai prosseguir com muita confusão.

O próprio Lula disse, numa audiência no dia 1º deste mês, com sindicalistas ligados a aposentados e pensionistas que o ex-tesoureiro Delúbio Soares enterrou o partido ao liderar um esquema de caixa dois nas campanhas eleitorais". "Delúbio enterrou o partido", concluiu o presidente Lula.

Nessa reunião, Lula voltou a dizer que ainda não decidiu se será ou não candidato à reeleição no ano que vem. "Eu só posso disputar a reeleição se tiver a certeza que um segundo mandato será melhor do que o primeiro". Novamente, aos seus companheiros, meteu a ripa no governo de Fernando Henrique.

Enquanto acontece esse chamado "Mensalão", disse o deputado Orlando Fantzzini (PT de São Paulo) - Jornal da Câmara dos Deputados, entre outras palavras do seu discurso: "O Principal patrimônio do PT sempre foi a defesa intransigente da ética, da moral e da jusiça social, mas acredita que atualmente tenha sido sepultado. O PT se burocratizou e se tomou uma poderosa máquina partidária, igual a outros partidos, que emprega interesses concretos e oportunistas".


ESCRITOR BRILHANTE - No dia 25 do mês passado, no Recife, ocorreu o lançamento do livro "Mulheres que mudaram a história de Pernambuco" volume 1, do escritor e jornalista Carlos Cavalcante, a solenidade aconteceu entre 17 às 19 horas. Falaram o autor, Flávio Chaves, presidente da AIP, Armando Monteiro Filho, deputado Geraldo Coelho, Germano Monteiro e outros.

Este colunista escreveu a apresentação do livro e o caro amigo há mais de 25 anos, teceu referências elogiosas a nossa pessoa como homem de imprensa, agradecemos tanta bondade e generosidade. O livro tem o apoio da Unimed - Recife, do GERE (Grupo dos executivos do Recife). No 2º volume, Kitty Lopes, terá presença na obra de Carlos Cavalcante, que tem mais de 11 livros publicados. É filho de Alagoas (Arapiraca). Mas, quase toda vida em jornal, em assuntos literários foi e é no Recife.

O Carlos Cavalcante, deseja escrever um livro sobre a nossa vida em jornal (63 anos). Mas, Marilourdes Ferraz, aspira há tempos, a mesma coisa. É escritora, jornalista, uma figura que também brilha neste mundo do saber. A propósito, estamos certos que carlos Cavalcante e Marilourdes Ferraz, juntos, escreverão a obra dentro de um ano.

Ao Carlos Cavalcante, os nossos cumprimentos por um publicação que engrandece "a ascenção vertiginosa das mulheres nos mais diferentes campos de ação e atividades", conforme as palavras do grande escritor "Cidadão Honorário do Recife" e portador de centenas de honrarias do Nordeste.