Garanhuns, 16 de julho de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
POLÍTICA
 

Luiz Carlos pode mudar secretariado

Aliados e correligionários do prefeito Luiz Carlos têm dito seguidamente que o prefeito de Garanhuns fará uma reforma do secretariado nos próximos dias. Pessoas que conversaram com o chefe do Executivo revelaram que ele estava esperando apenas o fim do Festival de Inverno para dar uma mexida em sua equipe de trabalho. Existem, também, os céticos, que não acreditam que o dirigente peemedebista faça modificações, pelo menos a curto prazo, no primeiro escalão do governo.

Os que falam em mudanças acreditam que o secretário de Administração, Rafael Lima, poderá assumir a Agricultura, no lugar de Antônio Carlos Bartolomeu, e Eber Frias, da Secretaria de Serviços Públicos, ocuparia a pasta de Administração, ou outra, próxima do gabinete do prefeito. O titular da área de Comunicação, Marcos Régis, também estaria para trocar de lugar e segundo o ex-secretário de Turismo, Ivan Júnior, Kitty Lopes estaria com o nome em alta para substituí-lo, tendo o respaldo da secretária estadual Terezinha Nunes.

O secretário de Turismo, Júlio Cesar, mesmo tendo um desempenho tímido na pasta, tem tudo para ficar no cargo, uma vez que foi um das indicações do ex-prefeito Silvino Andrade. É o mesmo caso de João Guido, do Planejamento, considerada figura "imexível" da gestão de Luiz Carlos.

Pessoas que acompanham a política local acham que as mudanças, se forem realmente feitas, atingirão apenas secretários que foram indicados pelo vice-prefeito, Almir Penaforte. A força de Silvino perante o sucessor, contudo, permanece. "Mas Luiz só vai conseguir dar uma cara ao seu governo quando se livrar da sombra do antecessor", disse um dirigente do PMDB local à reportagem. Alguns aliados de Luiz Carlos chegam a afirmar que Silvino joga com o fracasso do atual prefeito, pensando em voltar nos braços do povo, em 2008.