Garanhuns, 2 de julho de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

São Bento do Una resgata Corrida da Galinha

Uma das festas mais curiosas do interior de Pernambuco, a Corrida da Galinha, será resgatada, neste mês de julho, pela administração do prefeito de São Bento do Una, padre Aldo Mariano (PMDB). Será a VIII edição do evento, que estava interrompido desde o início do governo anterior e que agora em 2005 terá uma série de novidades, além de cobertura dos principais veículos de comunicação do Estado e do País, inclusive da TV Globo nacional, que já confirmou uma reportagem no Domingão do Faustão.

A Corrida da Galinha será realizada nos dias 29, 30 e 31 de julho, com participação de avicultores de São Bento e de todo o Agreste Meridional e região do Vale do Ipojuca. Além das competições que acontecem no "Galinhódromo", a festa será incrementada com exposições de implementos agrícolas, oficinas, palestras e encontros com trabalhadores que atuam no setor avícola. A prefeitura está anunciando ainda a realização de um grande Carnaval para fechar a programação do evento.

INFRA-ESTRUTURA - O projeto da Corrida da Galinha, formulado pela prefeitura de São Bento, chama a atenção pela criatividade e inovações feitas este ano. Da infra-estrutura da festa constam o Galinhódromo, que é uma pista em circuito fechado com 60 metros de extensão e protegido por tela. Será instalado em local amplo, para dar mais espaço e segurança aos pilotos e "suas máquinas voadoras". Também haverá um Pinto Stop, local para pena-lidade na corrida e onde estará de plantão um mecânico-veterinário para qualquer avaria com as máquinas-galinhas.

Será construído também um Poleiro, uma arquibancada em estrutura metálica, localizada junto ao galinhódromo, com capacidade para mais de dois mil torcedores. Os turistas terão à disposição um Rent a Chicken, boxe onde galinhas de aluguel poderão ser locadas por pilotos de última hora. No centro do galinhódromo os organizadores vão erguer uma Torre de Comando, na qual uma torre de transmissão permitirá uma sonoplastia perfeita da corrida, ouvida em todo o circuito da festa. O Ninho Vip será a parte de camarotes das autoridades e cabines da imprensa, situado entre os poleiros e os boxes.

A infra-estrutra inclui ainda o local da exposição de aves e implementos agrícolas, um terreiro de competições "segura nos 30", faixas indicativas em pontos estratégicos da cidade, calçada da fama (as campeãs poderão ser imortalizadas, como as estrelas de Hollywood), carro aberto, batedores, barreira, pórtico, banda musical e o Big Brother Chicken, local em que alguns galos e galinhas serão confinados. As pessoas, claro, poderão visitar essa casa e dar uma olhadinha no comportamento das aves.

Complementam a estrutura da festa barracas de comidas e bebidas estrategicamente localizadas, reforço na iluminação do município, ornamentação, proteção das praças da cidade e o corredor da Pitu, espaço em que o visitante poderá beber "água que galinha não bebe gratuitamente".

COMPETIÇÕES - A Festa da Galinha terá sete tipos de competições: o Grid de Largada, com classificação dos nove mais rápidos em cada categoria (galos e galinhas); os Pilotos de Última Hora, Revoada de Angola, envolvendo aves desta espécie que se caracterizam pela beleza e rapidez; Segura nos 30, na qual os competidores terão de pegar uma ave em 30 segundos; Coma seu Frango, competição gastronômica; Penas, Plumas e Paetês, concurso da melhor ave fantasiada; e o Canto do Galo, onde o vencedor é o que imitar de forma mais perfeita um galo cantando.

A premiação da Corrida da Galinha inclui medalhas, troféus, sacos de ração, batom, cepacol, sonrisal, placa na calçada da fama e dinheiro. Não será muito, como o dinheiro acumulado na última Megasena, mas os organizadores garantem que vai dar para gastar na cachaça. (R.A.).