Garanhuns, 18 de junho de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

Uma mulher se destaca na área de finanças

Durante os oito anos da administração de Antônio João Dourado, o setor de Finanças da prefeitura foi comandado pelo advogado João Campos, que ganhou respeito e credibilidade graças ao bom trabalho realizado. Com a posse de Dr. Rômulo Maia, em janeiro de 2005, Campos permaneceu no cargo e, quando se esperava que ele ficasse por um longo período na função, resolveu alçar vôos mais altos, cabendo a sua auxiliar imediata, Maria Sônia Braga Alves, assumir a secretaria. Foi uma surpresa no município e na região, mas logo se veria que a mudança seria feita sem trauma e sem prejuízos para a gestão do sucessor de Antônio Dourado.

O prefeito Rômulo Maia acatou a indicação de João Campos e nomeou Sônia Braga, uma morena clara de 33 anos formada em Matemática pela Fabeja, faculdade de Belo Jardim. Natural de Lajedo, solteira, de uma simplicidade surpreendente, ela mesmo não esperava ascender ao primeiro escalão de governo, tendo, no entanto, com pouco tempo se adaptado à função, conseguindo manter o ritmo de trabalho adotado pelo experiente antecessor. "Faço tudo para corresponder à confiança que está sendo em mim depositada", confessa a secretária.

Sônia ingressou na prefeitura em 1996, através de concurso público, tendo sido nomeada por Adelmo Duarte. Ficou um mês sem fazer nada, porque não era do grupo político do prefeito da época, mas depois, com a vitória e posse de Antônio João, começou sua atividade na vida pública, iniciando como digitadora. "Fui nomeada porque não tinha outro jeito. Tirei em segundo lugar no concurso e o prefeito me convocou porque da terceira colocação em diante havia outras pessoas que ele tinha interesse em nomear", revela.

Em 1998, a atual secretária também passou no concurso para professora do município e neste mesmo ano participou de um curso de licitação, promovido pela Fundação Apolônio Salles de Desenvolvimento Educacional. Sempre procurando mais conhecimento, esteve presentes em seminários, encontros e jornadas na área de finanças, contabilidade e cursos de gestão municipal, até que decidiu cursar Ciências Contábeis na Fafica, em Caruaru, curso que irá concluir no próximo ano.

Cautelosa, agradecida ao prefeito Rômulo Maia pela oportunidade, Sônia vem agradando aos que a procuram na prefeitura, mas está consciente de que nem sempre é possível dizer sim. "Temos de ter planejamento e não podemos colocar ninguém na frente do outro", defende. O primeiro a concordar com ela e elogiar seu trabalho é João Campos, que acreditou nela desde o primeiro momento. "Ela já está fazendo um grande trabalho e certamente será muito útil à administração de Dr. Rômulo", afirma.