Garanhuns, 18 de junho de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

Lajedo terá forró no bairro do Socorro

Por conta da crise financeira e de problemas surgidos no município em função do inverno rigoroso deste ano, o prefeito de Lajedo, Rômulo Maia, se viu obrigado a alterar a programação da festa junina, que será realizada agora em junho. O "Lajeforró" acontecerá nos dias 23, 25, 26 e 28, tendo como atrações as bandas Chã de Hortelã, Taraskaboba, Juninho Vaneirão e grupos de pé-de-serra locais e da região. "A intenção era fazer uma festa maior, mas tivemos que tomar esta decisão, pois não queremos nos endividar nem atrasar compromissos com o funcionalismo e fornecedores", justificou Dr. Rômulo. O "Lajeforró" alternativo será no bairro do Socorro, numa parceria entre a prefeitura e a CDL da cidade.

Segundo o prefeito, houve uma queda acentuada do FPM nos municípios, retirando de Lajedo mais de R$ 100 mil, quando comparados os meses de abril e maio. Além disso, com as fortes chuvas que vêm caindo na cidade, desde o mês de março, aumentaram de forma significativa os gastos da prefeitura com limpeza urbana, reconstrução de calçamentos e recuperação de esgotos. "Nós já gastamos mais de R$ 150 mil nos últimos tempos só com reconstrução de calçamentos, esgotos e estradas na zona rural", exemplificou.

Dr. Rômulo Maia conta com a compreensão da população e espera no próximo ano realizar o Lajeforró durante um maior número de dias, como já vem sendo uma tradição no município. "Nós também vamos ter de recuperar o módulo esportivo, onde vamos investir cerca de R$ 30 mil", disse o prefeito. Caso tivesse feito a festa como programada inicialmente, a despesa da prefeitura ficaria próxima aos R$ 95 mil, quando computados os gastos com bandas e reforma do pátio de eventos. Apesar das dificuldades, Lajedo realizou em maio, com sucesso, o carnaval fora de época (Lajefolia) e a prefeitura está concluindo três grandes obras na cidade: a construção da Praça da Alimentação, o Colégio Municipal e o aterro sanitário.