Garanhuns, 7 de maio de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO CULTURAL

Carlos Janduy


Partições do Silêncio

Um ótimo público compareceu ao lançamento do livro Partições do Silêncio, do poeta João Marques, Presidente da Academia de Letras de Garanhuns e atual Diretor de Cultura do nosso município.

Quem prestigiou o acontecimento, teve a oportunidade de assistir a um belo Recital de Poesias, Expressões Corporais, Happenings e rápidos esquetes cômicos, apresentados pelo Grupo de Artes, com a direção de Marcos Freitas.

Peço licença aos artistas cênicos que, por sinal, demonstraram excelentes peformances na ocasião, para fazer um destaque especial à garotinha Parvati Freitas, que encantou a todos com sua bela interpretação. Deu gosto ver a firmeza e a concentração da atriz, ainda tão criança.

João Marques fez um poético pronunciamento e passou um bom tempo na sessão de autógrafos, atendendo a todos que o prestigiaram também com a compra do exemplar.

O livro, eu já li, gostei e recomendo. E, claro, vou ler mais vezes, porque poesia, como a de João, é como uma paisagem que encanta os olhos do coração, convidando-os para revê-la sempre.

Segundo informação do autor, a obra em breve será lançada na capital pernambucana.


Noite Pró-Cultura

A SAGA - Sociedade dos Artistas de Garanhuns realiza hoje (07), às 19h30min, no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcante, a Noite Pró-Cultura. Na ocasião, estará sendo celebrada entre o Poder Executivo e a Articulação Cultural, fomentada pela SAGA, a entrega das propostas discutidas pela classe artística no I Forum de Cultura realizado na Suíça Pernambucana, em dezembro do ano passado.

No evento estarão se apresentando: Francis e Durval (Duo de flauta e violão); Audejan; Banda A Massa e integrantes da Sociedade dos Poetas Vivos João Cabral de Melo Neto.

Como diz o inquieto Paulo Ferreira, um dos grandes baluartes dos movimentos artísticos e culturais de Garanhuns, "os verdadeiros apreciadores das artes e da cultura em geral não podem perder esse importante acontecimento".


Mostra de Artes Cênicas

Estão abertas, desde o último dia 2, as inscrições para a XIII Mostra de Artes Cênicas de Garanhuns (Seletiva para o XV Festival de Inverno), promovida pela Diretoria de Cultura de Garanhuns e que acontecerá no período de 3 a 8 de junho próximo, com entrega das premiações prevista para o dia 9.

Podem participar do evento, grupos de Garanhuns e Região do Agreste Meridional, que certifiquem as residências dos seus componentes por meio de comprovantes, e com apenas um espetáculo em cada categoria (teatro adulto, teatro infantil e dança).

As inscrições deverão ser realizadas na Diretoria de Cultura, localizada no Centro Cultural, até o dia 12 deste mês.

Documentação necessária para a inscrição:

Sete cópias do texto, quando de espetáculos de teatro.

Sete cartazes do espetáculo.

Sete programas do espetáculo, contendo ficha do elenco e ficha técnica, com suas respectivas funções.

Sete sínteses do espetáculo, digitadas em espaço 1,5, fonte arial, tamanho 12.

Anexo, identificando atores/atrizes a que prêmio potencialmente estarão concorrendo.

Xerox do comprovante de residência dos componentes do grupo.

Preenchimento total da ficha de inscrição.

Serão classificados quatro espetáculos para o Festival de Inverno, sendo dois de teatro adulto (1º e 2º lugares); um de teatro infantil, infanto-juvenil ou juvenil e um de dança.

Os espetáculos deverão ter, no mínimo, 40 minutos de duração, e no máximo 100 minutos.

Apresentarão-se no FIG, os grupos que obtiverem a maior soma de pontos nos itens de avaliação do espetáculo, feita pela Comissão Julgadora.

Os espetáculos inscritos não poderão ter sido apresentados nas Mostras de Artes Cênicas anteriores; salvo, como convidado.

A Comissão Julgadora será composta por seis titulares, um presidente e dois suplentes, todos, indistintamente escolhidos pela Comissão Organizadora.

Havendo apenas um concorrente, em uma das categorias, o espetáculo terá que atingir a pontuação mínima de 70%, para ser classificado para o FIG.


Invasão e Intromissão à Terra de Ninguém

É revoltantemente corriqueiro, o inaceitável fato dos Estados Unidos se intrometerem em nossos assuntos. Seria alongar-se demais se fôssemos citar os inúmeros casos de atentados à soberania brasileira (também prática de terror).

Citemos alguns mais escandalosos:

Autor intelectual de um golpe militar que levou o nosso país à bancarrota, durante 21 anos, fato comprovado pelo próprio embaixador da época (1964) Lincoln Gordon.

A tentativa da tomada de nossa base espacial em Alcântara-MA.

A nossa Região Amazônica é estudada por eles, como território sem dono, isto é, a mercê deles.

Estão com um serviço de espionagem, investigando o MST. Ora, se os Movimentos (sejam lá quais forem) estão incomodando a nação ou parte dela, isto é problema exclusivamente do Brasil, do povo brasileiro. Não permitimos que abelhudos indesejáveis metam o bico.

É preciso que nossos representantes sejam mais incisivos em seus rechaços de protestos contra esa audácia americana e de seus lacaios.

"Nossos peitos, nossos braços são escudos do Brasil".

Prof. Luciano Fontes