Garanhuns, 7 de maio de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CIDADE
 

O início e o sucesso atual

No início, o Colégio Santa Joana D´Arc funcionou, durante um ano, numa casa modesta, na antiga rua 35 da Cohab II. Eram apenas três salas de aula e 70 alunos. Mas já no ano seguinte a escola mudou para o prédio atual, que ao longo do tempo foi passando por reformas e ampliações. Hoje são 16 salas de aula e ampla infra-estrutura, com secretaria, biblioteca e sala de direção. Além disso, já foi iniciada a construção da quadra coberta do educandário.

"Foi muita luta para chegar até aqui. Mas como temos muita perseverança e sobretudo fé em Deus podemos dizer que a história do Santa Joana é recheada de sucessos", afirma Maria Almeida, ao comentar a caminhada da escola, hoje consolidada e respeitada em toda Garanhuns. Ela faz questão de registrar que o êxito conseguido pelo colégio se deve a luta dos professores, dos estudantes, dos pais e mães e de pessoas que sempre estiveram ao seu lado, como os professores Milton Vila Nova e Júlia Almeida.

A diretora da instituição de ensino destaca também o apoio que sempre recebeu da imprensa de Garanhuns, que divulga as atividades da escola, está presente nas festas e sempre reconheceu os méritos e a qualidade da escola. "A parceria com a mídia e os pais nos tem sempre ajudado muito", salienta Maria Almeida. Segundo ela, o nome da escola é uma homenagem à heroína francesa Joana Darc, uma santa pela qual tem devoção desde os tempos de criança.

QUALIDADE - Atualmente o colégio oferece cursos de maternal, educação infantil e de 1ª a 8ª séries, além de informática, esportes, teatro, dança, música, cultura e lazer. Todo esse trabalho é acompanhado pela diretora, pela coordenadora Júlia Almeida e por um quadro competente de professores, a maioria com especialização, garantindo uma qualidade invejável de ensino e uma formação exemplar para a vida dos alunos.

A história do Santa Joana, desde o dia 10 de maio de 1985 até hoje pode ser contada pelos pais, pelos mestres, pelos alunos e ex-alunos, ou pela imprensa garanhuense. E está presente também no hino do colégio, composto por dois grandes nomes da cultura local: o radialista Gerson Lima e o poeta Carlos Janduy. "Nós fazemos tudo com amor e temos recebido em troca muito carinho da comunidade. Os 20 anos do Santa Joana são um marco e por isso estamos muito felizes", enfatiza Maria Almeida.