Garanhuns, 23 de abril de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO CULTURAL

Carlos Janduy


Marcos Freitas

Marcos Freitas, que passou vários anos radicado na cidade de Monteiro, estado da Paraíba, fazendo arte e cultura por lá, está de volta à Terra de Simoa, (mas não sabemos até quando!).

Nesses últimos anos, o grande autor e diretor de teatro, vez por outra, estava vindo a Garanhuns, para realizar alguma atividade cultural no Colégio Santa Sofia.

Bem que Marcos poderia ficar por aqui de vez ou, pelo menos, um longo bom tempo. Seria ótimo para a Cidade das Flores, principalmente se fosse dada a ele a oportunidade de desenvolver um trabalho, em que pudesse colocar em prática as suas idéias.

Quem o conhece, sabe da sua capacidade, sabe do seu carisma e o quanto ele é querido por seus amigos e conhecidos. Essa seria uma boa oportunidade para o município reconhecer e agradecer o quanto Freitas já fez por ele e pelo Agreste Meridional.

Portanto, fica aqui, não um apelo, porque Marcos não precisa disso, mas a tentativa de expressar o senso do que convém, para, inclusive, o governo municipal. Certamente, Marcos reforçaria ainda mais a equipe da Diretoria de Cultura, que tem à frente o grande poeta João Marques, que, por sinal, é um dos poucos que sempre demonstraram preocupação pelos artistas de Garanhuns.


Lançamento I

E por falar em João Marques, também Presidente da Academia de Letras de Garanhuns, seu livro de poesias Partições do Silêncio, será lançado no próximo dia 30, na Sala dos Artistas do Centro Cultural Alfredo Cavalcanti, às 20h40min. Na ocasião, além de alguns pronunciamentos e da sessão de autógrafos, será apresentado um Recital com fragmentos da obra, dirigido por Marcos Freitas.

O livro, que está muito bem confeccionado, trás em sua orelha, as imprensões do grande jornalista Manoel Teixeira Neto e o prefácio da nossa querida escritora Profª Luzinete Laporte.

Eu costumo dizer que João Marques é poeta até escrevendo prosa. Gosto muito dos seus poemas e ele sabe disso; portanto só me resta agora lhe desejar o sucesso por demais merecido e para quem gosta de poesia e não conhece ainda a de João, cuide em adquirir o livro e se deleitar com as maravilhosas inspirações do autor do Hino de Garanhuns.


Lançamento II

Adivinha que também está de livro pronto? O pseudo jornalista mais amado e mais detestetado do Correio Sete Colinas (isso é o que ele diz). Pois é, Raulzito lançará na próxima semana, em São Bento do Una, e ainda neste semestre, em Garanhuns, As Desventuras de Raulzito na Terra das Sete Colinas. Posso garantir que é uma obra que vai agradar em cheio a todo leitor bem humorado.

Como diz Ronaldo César no início do prefácio: "Extra! Extra! Descoberta a identidade secreta do Super Raulzito!!! O colunista do Correio "deixa cair a máscara que encobriu a irreverência mais saudável da última década na cidade".


Glácio Dória

O sempre bem humorado Glácio Dória está complentando este mês 30 anos de Rádio. Em Garanhuns, o comunicador já trabalhou na Meridional, onde tive o prazer de conhecê-lo; Sete Colinas e Jornal. Há 13 anos, Glácio faz parte da equipe da Marano FM, onde atualmente continua apresentando o programa Som da Terra e o Jornal Marano, na companhia de Marcos Cardoso.

Como foi dito em um dos parágrafos de uma matéria publicada na edição anterior do Correio (que faço questão de transcrever para esta coluna), "Glácio Dória se destaca em Garanhuns, graças não somente a sua voz e personalidade, mas também graças à sinceridade e a lealdade com os companheiros de jornada".

Quero parabenizar esse grande profissional pelos seus 30 anos dedicados com muito afinco à magia do rádio e dizer que é sempre muito bom trabalhar ao seu lado, nas oportunidades em que sou convidado para colaborar nas trasmissões da Marano.


SECRI

O SECRI (Seguidores de Cristo) comemorou a semana passada os seus 25 anos de existência. Além da programação religiosa, no sábado 16, houve um momento cultural, no Teatro Luiz Souto Dourado, com o Grupo Diocesano de Artes, que apresentou o espetáculo O Messias Nordestino, e um belíssimo Recital de Poesias, que ficou a cargo da Sociedade dos Poetas Vivos João Cabral de Melo Neto. Quem prestigiou o acontecimento contribuiu com alimentos não perecíveis, que foram doados pelo SECRI a pessoas menos favorecidas.


Grupo Diocesano de Artes

Assim como outras troupes de Garanhuns, o Grupo Diocesano de Artes, que está comemorando seus 15 anos de atividades cênicas, já está montando o seu novo espetáculo, para realizar de modo muito especial, pois o Colégio Diocesano de Garanhuns chega aos seus 90 anos de Ciência e Fé, a temporada que começa em junho próximo e certamente vai até 2006.

Segundo a diretora de teatro, Profª Sandra Albino, a cada montagem de uma nova peça, a responsabilidade aumenta, pois o Grupo é bastante conhecido e reconhecido pela seriedade e a maturidade, que vem sendo conquistada durante todo esse tempo.


Novo Endereço

A gravadora Digital Home Studio, que tem o comando do musicista Roberto Lima, agora está na Av. Duque de Caxias, em frente à Vila Militar.

A empresa, há muitos anos, vem realizando com sucesso trabalhos para artistas de Pernambuco. A experiência, aliada ao grande talento de Roberto, o credencia a ser bastante respeitado, atraindo também artistas de outros estados.

O contato com o diretor musical e arranjador garanhuense pode ser feito pelo telefone (0**87) 9993-0912.