Garanhuns, 12 de março de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CIDADE
 

Fazenda Esperança promove encontros

A Fazenda Esperança, localizada no distrito de Iratama, em Garanhuns, promove neste mês de março uma série de encontros, cursos e até um chá beneficente, com o objetivo de reforçar a luta que vem desenvolvendo contra as drogas, com o apoio da Igreja Católica e outros setores da sociedade local. O objetivo é tornar ainda mais vísivel o trabalho que vem sendo feito para ajudar jovens a se libertar de quaisquer forma de dependência química.

Na própria Fazenda Esperança será realizado, nos dias 19 e 20, o Curso Psicoterapêutico da ADI - Abordagem Direta do Inconsciente - para aplicação prática na vida familiar e na prevenção de sofrimentos e doenças de origens psicofísicas. No mesmo local, de 19 a 27, acontece o Congresso Internacional Esperança Viva, com participação de grupos do Brasil e do exterior, formados por jovens que já passaram pela fazenda e conquistaram sua recuperação.

No dia 27 de março, na Fazenda Esperança Santa Rita, nas próximidades do antigo Posto Bahia, acontece um Chá Beneficente, oferecido como uma oportunidade das pessoas conhecerem de perto o novo trabalho que está sendo feito, nesse local na recuperação de meninas. "Será um momento de confraternização, com música e testemunhos, para comemorar o primeiro ano de trabalho", esclarece a direção da entidade.

No final de mês, de 29 a 31, a Fazenda de Iratama abrigará um encontro de padres simpáticos ao trabalho realizado no local. "Será a primeira vez que vamos reunir os padres para juntos nos descobrirmos, como Igreja, e colaborar nesta obra de servir aos jovens marginalizados pelo problema da droga", explica o responsável pelas informações.

Finalmente, de primeiro de março a três de abril a Fazenda Esperança promove o III Encontro de Bispos, com representantes de Dioceses de vários estados do Brasil. Estão vindo inclusive religiosos de Guaratinguetá, no interior de São Paulo, que também tem um estabelecimento realizando um trabalho semelhante ao que é desenvolvido aqui em Garanhuns.