Garanhuns, 26 de fevereiro de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
OPINIÃO
 

Cuidados com as unhas

Ana Cristina Monteiro


A unha desempenha importante papel de proteção, facilita a preensão de pequenos objetos e contribui para a apreciação do tato delicado. Cresce a partir de uma matriz que fica embaixo da prega ungueal posterior. Traumatismos nessa porção da unha, quando definitivos, podem deformá-la ou até impedir o seu desenvolvimento. A cutícula é uma extensão da camada córnea da pele (aquela mais superficial) e tem como função a proteção da unha, pois promove a vedação do espaço potencial entre o teto da prega ungueal e o seu assoalho.

Em condições normais, as unhas dos dedos das mãos levam cerca de cinco meses para crescer completamente, e as dos pés 12-18 meses, razão pela qual as primeiras exigem ser cortadas mais freqüentemente. As unhas da mão dominante crescem mais rapidamente.

Muitos são os distúrbios que podem acometer as unhas. Existe uma tendência a encarar toda anormalidade como fungo. Apesar de muito freqüente, a micose das unhas não é a única patologia ungueal existente - outras infecções bacterianas, por exemplo, podem estar presentes. Além disso, alterações congênitas (desde o nascimento), doenças inflamatórias (como psoríase), tumores, alergias, são exemplos de acometimento ungueal. Doenças sistêmicas também podem refletir-se na unha, enfraquecendo-a ou até deformando-a.

O cuidado com as unhas é de fundamental importância e contribui para a manutenção da saúde como um todo. Começando pela higiene com as mesmas, limpando-as, aparando-as freqüentemente. Esse hábito deve ser cultivado desde a infância e o carinho com a unha persistir por toda a vida. Evitar moê-las, traumatizá-las, manipulá-las demais, são medidas importantes para mantê-las fortes e bonitas. A retirada das cutículas é hábito freqüente, principalmente entre as mulheres, mas não deve ser praticado de maneira excessiva, pois como já foi dito, as mesmas funcionam como uma proteção e quando não estão presentes, uma porta de entrada para infecções pode se estabelecer, e microorganismos, como fungos, bactérias podem se alojar na unha ou até disseminarem-se para o organismo. O que pode ser um problema, especialmente naqueles indivíduos debilitados, com comprometimento do sistema de defesa (seja por patologias ou uso de medicações) ou diabéticos.

Uma boa alimentação, aliada a cuidados de higiene contribui para a saúde da unha. É claro que fatores genéticos, individuais, podem determinar características, como forma, espessura, todavia contato freqüente com água e produtos químicos pode ressecá-la ou até mesmo enfraquecê-la, tornando-a frágil e quebradiça.

Funcionando como anexo da pele, tem sua importância, além de estética, e deve ser bem cuidada, limpa, hidratada, manipulada apenas o necessário, identificando-se qualquer alteração o mais precoce possível, tornar-se-á cada vez mais bonita e saudável.

Você sabia que...

Aquelas linha irregulares, de cor branca, que aparecem esporadicamente nas unhas, e que nossas mães e avós costumam apontar como decorrentes de "mentiras" contadas, tratam-se na verdade de pequenos traumatismos na matriz ungueal?


Drª Ana Cristina Monteiro - Dermatologista
Consultório: Rua XV de Novembro, 79 - Centro - Fone: 3762 5050