Garanhuns, 26 de fevereiro de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CIDADE
 

Governo lança projeto "Arca das Letras" em Garanhuns

O projeto "Arca das Letras", do Governo Federal, será lançado nacionalmente em Garanhuns, no próximo dia 11, em solenidade marcada para o Sítio Castainho, a seis quilômetros do centro da cidade. Os ministros da Cultura, Gilberto Gil, e do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rosseto, já confirmaram presença no município, que foi escolhido para lançamento da proposta por determinação do presidente Lula.

Além de Castainho, serão contemplados com o "Arca das Letras", as comunidades quilombolas de Timbó, Estivas, Estrela e Caloete. O Governo Federal pretende ainda trazer representações de 45 municípios do Estado que serão contemplados com o projeto. "Esse evento será um marco aqui em Garanhuns e na região", disse a representante do Ministério da Cultura, Tarciana Portella, que visitou o prefeito Luiz Carlos de Oliveira para comunicar o ato programado no município.

INCENTIVO - O projeto "Arca das Letras" foi idealizado pelo Governo Federal com o objetivo de incentivar a leitura nas comunidades rurais, de descendentes de quilombolas e nos assentamentos de reforma agrária. A própria comunidade sugere o tipo de livro que deve receber e o local onde funcionará a bilblioteca. Após a instalação, voluntários serão treinados para cuidar dos livros e direcionar a leitura dos interessados em se aprofundar no campo da literatura.

As bibliotecas terão um acervo de 220 livros, incluindo volumes didáticos, técnicos, de pesquisa e de literatura infantil, para adolescentes e adultos. O diretor de Cultura do município, João Marques, se mostrou entusiasmado com a escolha da Suíça Pernambucana para sediar o lançamento nacional do projeto "Arca das Letras". Segundo ele, a presença dos dois ministros em Garanhuns é um fato histórico e comprova o apreço do presidente da República por sua terra natal.