Garanhuns, 12 de fevereiro de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CIDADE
 

Garanheta em março é só este ano

Apesar de ter desagradado a Igreja Católica, por ter sido marcada para o período da Quaresma, o Carnaval fora de época de Garanhuns, a Garanheta, será realizado este ano entre os dias 10 e 13 de março. Em 2006, contudo, a festa deve novamente mudar de data, pois o próprio prefeito do município, Luiz Carlos, admitiu em entrevistas a emissoras de rádio da cidade que os católicos têm razão e por isso deverão ter suas reivindicações atendidas a partir do próximo ano.

Indiferente à polêmica, diretores dos blocos e a própria Secretaria de Turismo do município se movimentam para garantir o sucesso da festa. Geraldo Melo, diretor do bloco O Bicho, o mais antigo da Garanheta, está convencido de que o Carnaval fora de época da Suíça Pernambucana repetirá o êxito dos anos anteriores, consolidando a micareta local como uma das maiores do Brasil. Já o responsável pelo bloco Madrugada Folia, Mano do Caetano, é um ardoroso defensor da festa. "Durante quatro dias são gerados milhares de empregos temporários na cidade, entra muito dinheiro em Garanhuns e isso é muito bom para o município", afirma o empresário e funcionário público, criticando pessoas que segundo ele chegam a defender o fim da garanheta.

O empresário Alberto Cândido, o Betinho, tem sido um crítico da realização da Garanheta em março, principalmente porque a antecipação do evento teria sido decidida pelo ex-prefeito Silvino e por Geraldo Melo, "sem consultas a outros segmentos interessados". Já o secretário de Turismo do município, Júlio César, garante que toda infraestrutura do Carnaval fora de época já está sendo preparada, de modo a que a 15ª Garanheta poderá ser ainda maior do que as anteriores.

Os que defendem a micareta de Garanhuns, como Mano do Caetano, lembram que a cidade não tem nada durante o período normal do Carnaval e por isso é importante preservar o evento. "Nós só temos o Festival de Inverno e a Garanheta, então temos de lutar por essas duas festas. Esses eventos devem crescer a cada ano e não diminuir", argumenta.

Quando foi confirmada a realização da micareta em março de 2005, o ano passado, o bispo da Diocese, Dom Irineu, e o atual vigário da Catedral de Santo Antônio, padre Marcelo Protásio, deram entrevistas nas emissoras de rádio de Garanhuns criticando a coincidência da festa profana com o período da quaresma. Daí o anúncio pelo prefeito Luiz Carlos que no próximo ano a data do evento deve ser mudada novamente.