Garanhuns, 22 de janeiro de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

Vando faz a travessia para o sucesso

Natural de Garanhuns, 33 anos, Gilvandro Tenório Cavalcanti, o Vando, teve de dar duro para conseguir alguma coisa na vida. Começou vendendo relógios e jóias, de porta em porta, e, numa época mais difícil, foi camelô no centro da cidade. Também já teve que sair de feira em feira, oferecendo seus produtos, passando por lugares como a Ceaga local, Frexeiras e na sulanca, em Caruaru. Graças, no entanto, a muito trabalho, determinação e o apoio da família, principalmente de sua irmã Gessy, ele venceu e hoje é um empresário bem sucedido no município e região.

Vando hoje tem três estabelecimentos comerciais em Garanhuns: a Travessia Presentes, Travessia Pop e a Travessia Locadora. Com os três empreendimentos ele emprega 35 pessoas (a quem considera como pessoas da própria família) e somente numa das casas oferece mais de 10 mil itens aos consumidores. São artigos populares e mais sofisticados, comercializados a partir de R$ 0,99, incluindo brinquedos, videogames, televisores, CDs, DVs, telefones sem fio, ferramentas e utilidades domésticas.

Na Travessia Presentes, localizada em área nobre da Avenida Santo Antônio, é que os negócios de Givandro Cavalcanti tem tido maior visibilidade, com oferta dos mais variados produtos, inclusive dos de época. Agora mesmo tem artigos de Carnaval e material escolar. O ano passado, foi um dos campeões em venda na cidade de artigos natalinos. "Para atrair o cliente devemos ser criativos, oferecer preço e qualidade", recomenda o empresário, assegurando trabalhar com uma margem de lucro modesta, o que lhe permite bater a concorrência na maioria absoluta dos produtos que vende.

FAMÍLIA - Vando enfatiza que só conquistou o seu espaço porque batalhou muito por isso e teve o apoio decisivo da família. De sua irmã Gessy, dona da Via G, já citada na matéria, e dos seus pais, João de Almeida Cavalcanti e Maria do Carmo Tenório Cavalcanti, os dois já falecidos. Sua mãe, inclusive, morreu no sábado passado, dia 22, causando um grande abalo em Gilvandro e seus irmãos. "Ela foi um grande exemplo de vida, sempre nos deu muita força. Somos sete irmãos e devemos muito a ela", disse o empresário, demonstrando emoção.

O garanhuense, contudo, sabe que a mãe cumpriu bem sua missão de educar os filhos e agora cabe a cada um deles continuar a luta. "Sempre trabalhei muito e ainda hoje faria tudo de novo. Na minha caminhada fiz muitas amizades, pessoas que até hoje são importantes em minha vida", assegura o comerciante, otimista e convencido de que tem um nome a zelar na cidade e no Agreste Meridional.

A saudade dos pais é grande, mas Vando encontra força nos filhos e na esposa Ana para continuar sua luta. João Guilherme, que completará três anos agora, no dia primeiro de fevereiro, juntamente com Maria Carolina, são duas grandes alegrias em sua vida. "Meu filho se chama João, como meu pai, e minha filha é Maria, como mamãe. Assim, estou certo de que eles continuam comigo", acredita o comerciante.

ESPORTISTA - Vando da Travessia é conhecido na cidade pelas suas lojas, pelo seu jeito brincalhão, pela irreverência e pela sua paixão pelos esportes, principalmente pelo Sport Clube do Recife. Com o seu enorme chapéu, tipo mexicano, já esteve em jogos como São Paulo e São Caetano, quando viu de perto a morte de Serginho. Também esteve recentemente vendo a seleção brasileira em Maceió, quando foi mostrado pela Globo para todo Brasil, com seu figurino latino-americano. "Já apareci até no Fantástico", comemora o desportista.

Satisfeito com os negócios e sempre de bom humor, Vando espera este ano ter uma grande alegria: ver o Sport campeão no ano do centenário do tradicional clube recifense. "Quero estar lá pra comemorar", declara. Deve trazer mais uma foto, como a que mostra, com uma ponta de orgulho, em que aparece ao lado do "rei" Roberto Carlos.