Garanhuns, 22 de janeiro de 2005
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

COLUNA DE ULISSES

Ulisses Pinto


ANIVERSÁRIO - No dia 4 de fevereiro, a nossa cidade completará 126 anos de elevação da "Vila de Santo Antônio", à cidade. Foi o autor do projeto, o Barão de Nazaré ou seja o deputado da Província deste estado, Silvino Guilherme de Barros.

O parlamentar natural de cabo de Santo Agostinho, segundo o querido amigo Alfredo Leite cavalcanti, esteve nesta terra em 1878. Gostou muito da "santa terrinha" e em dezembro do aludido ano, apresentou projeto, o qual foi aprovado em segunda discussão a 31 do mesmo mês e ano. A 4 de fevereiro de 1879, o bacharel Adolfo de Barros Cavalcanti de Lacerda, sancionou o grande projeto. Era o "homem", presidente da Província de Pernambuco.

De muito significado foi a justificativa do Barão de Nazaré. É dele esta frase durante a última discussão na sessão ordinária da Assembléia Provincial: "Tendo sempre caminhado na vanguarda das povoações, que procuram distinguir-se pelo trabalho, fluorescente e garbosa, Garanhuns, pode se dizer, é uma parte da Europa, tirada do Velho Mundo, e colocada em uma região da província de Pernambuco; é um clima ameno pela pureza do ar que ali se respira; os seus vales nunca perderam sementes, a questão é planta-las; tem o seu comércio de algodão muito bem desenvolvido; a criação de gado de todas as espécies; todos os frutos da Europa ali podem ser plantadas e colhidos com grande facilidade; o fabrico do queijo e da manteiga, que já é considerável, pode perfeitamente aperfeiçoar-se e tornar-se um dos seus melhores ramos do comércio". Ele fala nas nossas águas, na do Cajueiro, no clima, a educação do seu povo. Leitores, isto é história.

Alfredo Leite Cavalcanti, o historiador principal de Garanhuns, foi vereador pela UDN, músico, companheiro de Augusto Calheiros, e tinha velhos amigos como Francisco Figueira, Abdias Branco, o mano Aluísio Pinto, Deusdedit Maia, Luiz Souto Dourado, Humberto Moraes e este colunista que fez discurso à beira do seu túmulo no "São Miguel". Pois bem, até hoje, não tem o seu nome no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti (projeto do querido e saudoso parente Osvaldo Ferreira, pai de Cid Ferreira, comerciante de material agrícola, na Melo Peixoto, nesta cidade.

Se dentro de uns três meses, não for colocado a sua foto, na sala de entrada no referido Centro, Ulisses vai providenciar a aposição da sua foto numa moldura, sem o dinheiro da prefeitura.

O Barão de Nazaré tem uma artéria com seu nome, graças ao nosso irmão Aluísio quando vereador por Garanhuns, em duas eleições.

Neste próximo dia 4 de fevereiro, desta coluna, enviamos os nossos cumprimentos por mais um ano de existência da emancipação desta terra de "colinas verdejantes".


IZAÍAS RÉGIS - Segundo a imprensa do Recife, o deputado Izaías Régis, tem vontade de ser brevemente em fevereiro, o líder da oposição, que congrega o PT, PSB, PDT, PMN. Oposição ao governo Jarbas.

No nosso entendimento, não é bom para Garanhuns, ter um líder da oposição. O amigo Izaías Régis, que pediu voto de aplauso a este colunista por ter completado 62 anos de vivência em jornal, achamos que ele deve continuar em oposição, dentro dos caminhos da Democracia. Mas, como líder será mau negócio. Por que? Porque tem de ficar à frente na luta contra o atual governante (Jarbas) e em alguns casos que surgirão na Assembléia Legislativa.

O governador tem 8 ou 9 deputados a mais do seu lado. Agora, ser líder governista é outra coisa.

Este é o apelo ao deputado que tem lutado e muito por Garanhuns e região. Sempre recebemos seus projetos e requerimentos. Não votamos no seu nome, mas reconheço de público ser um bom deputado. Se o governo estadual, não aceita seus pedidos são outros quinhentos. Izaías é legislador e dos bons.

O que interessa para os garanhuenses, é que Aurora Cristina Rolim Duarte e Izaías, se unam, não politicamente, mas em defesa de Garanhuns! Mas, ele e ela estão acertados neste ponto.


ROBERTO MAGALHÃES - Voltou ao ninho antigo, o deputado Robero Magalhães (PFL) e está novamente no bloco governista sob a batuta de Jarbas Vasconcelos (PMDB - PFL - PPS - PP - PSDB). Houve comemorações a valaer no Recife, com discursos inflamantes do próprio Roberto Magalhães, há dias no Recife. Seu filho Carlos André Magalhães (advogado) o qual foi vice de Joaquim Francisco, deu resposta ao deputado Armando Monteiro Neto. Em outras palavras, em 2006, estarão juntos na eleição (Jarbas / André).


VEREADORES - Gostaríamos de Garanhuns, pelo menos, ter os 15 vereadores, em face do TRE, ter dado ganho de causa, aos cinco representantes da Câmara do Recife, que já tomaram posse. Mas, não acreditamos que o TSE, aprove. A Procuradora Eleitoral (Ministério Público Eleitoral), deu entrada contra a decisão do TRE (voto de minerva), dra. Maria do Socorro Paiva. Mas, antes, ela vai propor ao próprio TRE, a revogação da decisão que fez o Recife ter 41 vereadores, como antes.

Ainda é cedo para comemorações.