Garanhuns, 18 de dezembro de 2004
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO & MÍDIA

Ronaldo César


FORMATURAS E CONFRATERNIZAÇÕES!

Recebi um emocionante convite há alguns dias, ser paraninfo da formatura de jovens do ABC e diplomados da quarta-série do Colégio Santa Joana D´arc. O que para muita gente poderia ser um ato mecânico por sempre estar à frente destas solenidades para mim foi especial. Ver os olhinhos das crianças brilhando e nervosas para receber seus certificados é de uma magia especial. Ao lado da professora Maria Almeida, do prof. Ademilton Vilanova, David Melo, Wilksonita Gonçalves e do jornalista Ulisses Pinto, fui testemunha da felicidade. Algumas pessoas comentaram os problemas de saúde que atravessei e falaram da emoção. Ali, vi-me no semblante de muitos amigos que estavam na platéia. Aquele momento foi mais um em que pude ver que a minha história ainda ensina, a perseverança, a vontade, o profissionalismo e o carinho das pessoas que estiveram ao meu lado e principalmente a fé, a minha e das que acreditavam e oravam pela minha recuperação. Pois bem, ali estava eu, entregando diplomas de formaturas a crianças que terão uma vida próspera pela frente. Assim, depois de um ano difícil, quero externar meus agradecimentos fraternos a todos que durante o ano demonstraram este carinho, espero honrar-lhes a dedicação. E a todos que fazem o Colégio Santa Joana D´arc, meu agradecimento especial.


NATAL DAS COMPRAS

Em uma recente pesquisa, mostrou-se que este é o Natal do DVD e do Celular, objetos de consumo que estão sumindo das prateleiras. E são promoções e mais promoções, vantagens inigualáveis, parcelamentos a perder de vista. Em comum a popularização e suas tecnologias. Há pouco tempo eram para uma parcela da sociedade, hoje todos têm acesso fácil. Também seus antecessores podem estar com os dias contados. O videocassete já começa a ficar obsoleto e a linha fixa telefônica deixa de ser necessária para ser facultativa. Os altos custos de se manter o celular e a linha fixa acabam levando o usuário à escolha e muitos estão considerando mais fácil e barato manter o aparelhinho que podem levar pra todo canto. Também aquela história de assinatura...Usando ou não usando se tem uma continha de quase R$ 40,00, tem muita gente que não gasta isso no celular. Está aí explicado tim-tim por tim-tim porque tem um povo vivo que prefere dizer oi num celular, claro! Enquanto as empresas de telefonia móvel investem em tecnologia as de telefonia fixa recuaram no tempo e estão sem desenvolver projetos que animem a população a ter o telefone em casa.


CELPE-IBERDROLA

Pra não dizer que dou preferência a falar mal, está aí o exemplo da Celpe. Privatizada, desempenha um excelente trabalho em Garanhuns, digno de elogios. Recentemente seus gerentes estiveram participando do SENDI em Brasília, onde o Nádison e o Walter foram inclusives palestrantes para profissionais da área de todo o Brasil.


DÉCIMO TERCEIRO

Na mesma pesquisa, que falou do DVD e do celular, quando se perguntou qual o destino do décimo-terceiro, a maioria deu a mesma resposta: pagar dívidas...


PAPAI NOEL

...Então vamos batizá-lo de Salário Papai Noel. Você espera o ano todo, não dura um dia. Na maioria das vezes frustra, não era o que você queria. Tira seu sono, não lhe deixa dormir. Amplia os pedidos de todos que estão ao seu redor e em janeiro ninguém fala mais dele, nem lembra.


DIOCESANO

Mais uma vez o Colégio Diocesano conquista o Prêmio Nestlé de Literatura. Sem dúvida alguma é muito importante para Garanhuns que demonstra a qualidade de nossos jovens escritores. O trabalho desenvolvido naquele colégio de descoberta de valores artísticos e elaboração de projetos culturais é importante para toda a região, sendo um canal entre o pensamento de Garanhuns e de Pernambuco com o Brasil. Seria muito interessante se contássemos com mais concursos, inclusive regionais, para que pudéssemos despertar ainda mais os jovens para a literatura. De parabéns, professores e alunos do Gigante da Praça da Bandeira, principalmente a Profª. Mônica Pereira, coordenadora dos estudantes participantes do concurso.


NATAL SEM FOME

O espírito fraterno do Natal traduz o lado mais humano de cada um. As ruas ficam mais bonitas, cuidamos de nossas casas, visitamos nossos amigos e parentes. Deixamo-nos levar pelas novidades imperdíveis das vitrines e realizamos sonhos que tivemos durante todo o ano... Mas para algumas pessoas as dificuldades são as mesmas de outras épocas do ano. Garanhuenses que não têm condições de ter uma noite especial que a humanidade convencionou chamar de natal. É pensando nessas pessoas que empresas privadas e entidades públicas criam programas que visam colher donativos, alimentos, roupas e brinquedos para distribuir com entidades filantrópicas e comunidades carentes. Uma dessas empresas com esse trabalho é o LAGAM, na praça Souto Filho, que atende pelo 08002817772 e se disponibiliza a ir buscar a doação em sua casa. Ajudar é sempre o alicerce daquele espírito fraterno que a gente respira no fim de ano. É utopia pensar que um dia não será preciso esse tipo de iniciativa mas podemos idealizar que as políticas sociais possam oferecer melhores condições de vida às pessoas carentes.


E-MAIL

Assuntos que os leitores desejam ver nesse espaço podem ser enviados no e-mail da coluna, assim como sugestões e críticas.