Garanhuns, 18 de dezembro de 2004
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO CULTURAL

Carlos Janduy


Alunos do Diocesano vencem o Concurso Nestlé de Literatura

O Colégio Diocesano de Garanhuns é o vencedor da Viagem Nestlé Pela Literatura 2004 na Região Nordeste, Categoria Ensino Médio, com o texto “Encontrar-se”.

O concurso, que é promovido pela Fundação Nestlé de Cultura, contou este ano com 12.000 escolas inscritas de todo o Brasil e teve o seguinte resultado:

Região Nordeste - Ensino Fundamental: Colégio Municipal Profª Aliria Argolo Pereira - Jequié, BA. ENSINO MÉDIO: COLÉGIO DIOCESANO DE GARANHUNS - GARANHUNS, PE.
Região Norte - Ensino Fundamental: Escola MEPEEF Teobaldo Ferreira - Espigão do Oeste, RO. Ensino Médio: Escola Estadual EFM Cap. Silvio de Farias - Jaru, RO.
Região Sudeste - Ensino Fundamental: Escola Estadual Dr. Nelson Alves de Godoy - Amparo, SP. Ensino Médio: Escola Municipal Caio Líbano Soares - Belo Horizonte, MG; Escola Municipal Dep. Arlindo dos Santos - São José do Rio Preto, SP e Colégio Pré-Universitário de Ilha Solteira - Ilha Solteira, SP.
Região Sul - Ensino Fundamental: Escola estadual São Judas Tadeu - Palmeira, PR. Ensino Médio: Colégio Estadual do Jardim da Independência - Sarandi, PR.
Região Centro-Oeste: Ensino Fundamental: Colégio COC Oswaldo Cruz / Unidade Crixas - Crixás, GO. Ensino Médio: Escola Estadual Fernando Correa da Costa - Rio Brilhante, MS.

Esse é o quarto prêmio de âmbito nacional que o Diocesano conquistou nesses últimos anos. Dois deles foram através de Marília Jackelyne: 1º lugar no 29º Concurso Internacional de Redação Epistolar Para Jovens 2000, promovido pelos Correios e Governo Federal, e 1º lugar no 2º Prêmio Manoel Cerqueira Leite de Poesias, promovido pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esportes e Turismo de Itapetinga-SP.

Em outubro próximo, a aluna Emanuella Dyjanê, da 3ª série do Ensino Médio, recebeu em Brasília-DF, das mãos do Ministro das Cidades, Olívio Dutra, a sua premiação pelo 2º lugar no Concurso Nacional do DENATRAM, sobre o tema “Educação para o Trânsito”, tendo sido a única estudante de todo interior do Nordeste a ser homenageada.

Agora, uma equipe formada pelos alunos Alessandra Menezes, Andressa Melo, Carolina Dárlene, Cataliny Andreza, Claudiane Carvalho, Elizane Thaís, Emmanuella Dyjanê, Eraldo Galese, Erivaldo Oliveira, Jéssica Maria, Marília Azevedo, Natália Felizardo, Rodrigo Rougllas, Rondinele Ferreira, Roseane Amorim e Wellington Hugo, e orientada pela Profª Mônica Pereira, vence o concurso Nestlé de Literatura.

Para o Prof. Albérico Fernandes, diretor do Colégio, a vitória nesse concurso, representa o coroamento de um trabalho que vem sendo feito há muito tempo no Diocesano. “Temos participado das últimas edições do evento e acompanhamos o interesse dos nossos alunos, que sob a coordenação da Profª. Mônica Pereira têm se dedicado de corpo e alma às oficinas, à leitura dos livros e a elaboração do texto. È uma vitória de um trabalho sério, árduo e acima de tudo um trabalho feito com emoção. Foram 12.000 escolas inscritas e uma média de 180.000 participantes de todo o país e isso nos dá orgulho em saber que fomos vitoriosos. Graças a eficiente proposta pedagógica do Colégio, 16 alunos que acreditaram nessa proposta e uma professora que acreditou no potencial dos seus alunos, conquistamos mais esse feito. De parabéns todos nós, sem esquecer que é uma vitória para Garanhuns, que mais uma vez se destaca no cenário nacional, através da Cultura. De parabéns também o Diocesano, seus alunos e professores, que neste ano, quando começa a comemoração dos seus 90 anos de Ciência e Fé, vence mais uma vez concurso nacional”, enfatiza o Prof. Albérico.

Já a Profª Mônica Pereira comenta que acreditar é o verbo que define melhor o ato de educar. “Acreditar em nossa capacidade, enquanto educadores, de despertar sonhos; acreditar que os jovens sempre podem fazer ainda melhor do que já foi feito; acreditar em nossos sonhos. E foi exatamente por acreditar, que insistimos durante os últimos quatro anos no Projeto “Viagem Nestlé Pela Literatura”. E que agradáveis viagens fizemos! Para chegarmos à premiação, aprendemos muito, mas principalmente ousamos querer mais. Penso sempre que meu trabalho de educadora vai além do simples transmitir conteúdos, tem haver com conquistas, com alimentar quimeras, com desejo de mostrar que a vida é mais.

A Nestlé tem demonstrado sua fé na educação e na cultura do nosso povo, fortalecendo o trabalho de educar e formar leitores de mundo. E assim, nos vem a convicção de que muito mais importante do que qualquer prêmio é a certeza que estamos fazendo educação de forma dinâmica, proporcionando aos nossos alunos a oportunidade de mostrarem o quanto são capazes; formando jovens que se deixam levar pelo prazer de ler e escrever. Quantos olhares de fascínio diante de obras de Portinari foram flagrados durante as oficinas! Quanto de magia sentia-se no ar enquanto ouvíamos Chico Buarque em alguns momentos! Quanto de enriquecimento com Drummond e Guilherme de Almeida. Saímos desse projeto muito mais ricos, porque nos deixamos povoar pela beleza da arte. E qual o papel da educação, se não o de mostrar outros mundos e apontar a real beleza?

Desde o primeiro encontro eu dizia para os meus alunos que este concurso era mais uma oportunidade deles mostrarem seus talentos, apresentarem-se ao mundo, descobrir nossos grandes artistas e se descobrirem. E ainda que não fôssemos os vencedores, muito já teríamos recebido e partilhado. Nosso trabalho foi reconhecido, nossos esforços foram recompensados. Nossos alunos sabem que podem muito e o quanto é gratificante saber-se merecedor”, fala entusiasmada a educadora.
A aluna Natália Felizardo diz que foi de grande importância o tema proposto pelo concurso, já que proporciona o trazer para o contexto cotidiano a exaltação da leitura, sendo isso essencial para uma compreensão melhor do mundo; enquanto sua colega de equipe, Reseane Amorim, relata que foi muito importante participar do Concurso Viagem Nestlé Pela Literatura, pois o grupo adquiriu conhecimentos e aprendeu a dar mais valor a leitura, conscientizando-se de que ler é fundamental.

Parabéns a todos os alunos que formaram a equipe, a Profª Mônica Pereira e ao Colégio Diocesano de Garanhuns por mais essa brilhante vitória, que coloca mais uma vez a cidade de Garanhuns no cenário nacional, conquistando um prêmio tão importante como esse da Fundação Nestlé de Cultura.