Garanhuns, 23 de outubro de 2004
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CIDADE
 

Bispo inaugura novo prédio da Cúria

Neste domingo, dia 24, o bispo de Garanhuns, dom Irineu Roque Scherer, inaugura o novo prédio da Cúria Diocesana. A festa de caráter religioso começa às 10h, na catedral de Santo Antônio, com a celebração de uma missa. Logo depois, às 11h, acontece a solenidade de inauguração e às 11h15 está prevista a abertura do prédio para visitação pública. Devem prestigiar o ato autoridades da Igreja Católica, sacerdotes das paróquias da região, o prefeito e o prefeito eleito da cidade, Silvino Andrade e Luiz Carlos de Oliveira.

O novo prédio da Cúria, que é a sede da administração da Diocese de Garanhuns, fica na Avenida Santo Antônio, no centro da cidade, ao lado da catedral. O imóvel tem estrutura moderna e nele estão instaladas 11 salas que serão destinadas às pastorais da Igreja. Outras quatro salas, no térreo, serão alugadas a particulares e o dinheiro desse aluguel servirá à manutenção da estrutura administrativa da diocese.

A nova Cúria Diocesana tem ainda um auditório, com capacidade para 90 pessoas, que será utilizado em eventos, além de um estúdio de gravação. Neste último serão gravados os programas da Igreja Católica local, transmitidos semanalmente pela Rádio Jornal.

Segundo Paulo Edivaldo, administrador financeiro da Cúria, foram investidos na construção do novo prédio cerca de R$ 800 mil, dinheiro esse que foi captado quase que totalmente junto a entidades católicas do estrangeiro. "Aqui em Garanhuns só conseguimos R$ 4 mil, na realização de um show do Pe. Zezinho, que abriu mão do cachê", disse o tesoureiro da Diocese, que credita a dom Irineu Roque Scherer mais essa obra da igreja local.

Desde que chegou a Garanhuns, há quatro anos, o bispo já efetuou grandes reformas na Igreja católica da região. Entre as iniciativas mais marcantes do religioso podem ser citadas o rodízio dos padres nas paróquias do Agreste Meridional, parte da Zona da Mata e Sertão; a reforma do seminário São José, na Avenida Rui Barbosa; e a construção do Santuário da Mãe Rainha, numa das colinas da cidade. (R.A.).