Garanhuns, 28 de agosto de 2004
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura / Diversão
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
Banco do Brasil compra 600 peças de artesãos de Garanhuns
Impulsionados pelo que mostraram na Feira Nacional de Artes e Negócios (Feneart), realizada em julho, no Centro de Convenções de Pernambuco, os artesãos de Garanhuns começam a se destacar no cenário estadual. Esta semana dois dos artistas que participaram do evento na Região Metropolitana receberam um pedido da superintendência do Banco do Brasil que totaliza a produção de 600 peças.

O primeiro a receber a boa notícia foi José Veríssimo da Silva, da Vila Lacerdópolis, que trabalha com barro e cerâmica. Este irá comercializar 400 peças ao banco estatal. Já o escultor Marcos Ferreira da Silva, do bairro da Liberdade, recebeu do BB uma encomenda de 200 peças . A advogada Ielma Lucena, que tem dado todo apoio aos artesãos de Garanhuns, está entusiasmada com a procura da arte produzida na cidade. "Temos muita gente boa nessa área. O que falta é apoio", afirmou a ex-secretária de Turismo do município.

 
 
Juiz multa rádio em R$ 35 mil
Por considerar que a Rádio Estação Sat, vinculada à Fundação padre Adelmar da Mota Valença, deu tratamento desigual aos candidatos à prefeitura, após a realização de um debate, o juiz da propaganda eleitoral, Márcio Bastos, condenou a emissora a pagar uma multa no valor de R$ 35 mil. O magistrado atendeu uma representação do Ministério Público, que apontou a irregularidade, acusando a rádio de favorecer a candidatura de Givaldo Calado, do PPS.
 
Veja a capa da edição nº 127 do CORREIO
 
 
COLUNAS
COLUNA DE ULISSES
CORREIO CULTURAL
CORREIO DOS BICHOS
CORREIO & MÍDIA
CORREIO POLÍTICO
HUMOR
 
 
 

CORREIO SETE COLINAS
Garanhuns - Pernambuco - Brasil

É proibida a reprodução total ou parcial sem citar fonte ou para fins comerciais.