Garanhuns, 28 de agosto de 2004
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura / Diversão
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
OPINIÃO
 

CORREIO ELETRÔNICO


Doação ao Diocesano

Caro José Rodrigues,

Nosso comum amigo Ivo Amaral teve a gentileza de enviar-me um exemplar do Correio Sete Colinas com seu artigo a meu respeito.

Fiquei muito sensibilizado com sua amabilidade e quero agora agradecer-lhe a honraria.

Realmente vou doar todo o meu arquivo ao Colégio Diocesano, a quem muito devo. Antes já doei vários livros para a biblioteca. Tenho cerca de 300 trabalhos publicados, uma coleção de álbuns fotográficos e um bom número de diplomas que também enviarei ao Colégio.

Concordo com você que é uma forma de estimular jovens Garanhuenses a estudar e lutar para vencer na profissão que escolherem. Maior exemplo foi dado pelo presidente Lula, garanhuense que de retirante chegou a Presidente da República.

Um grande abraço agradecido do conterrâneo.

Rubens Vaz da Costa


Artigo do prof. Rafael Brasil

O bem informado prof. Rafael Brasil em seu artigo intitulado "ladrões e espertalhões", se equivocou ou não tem conhecimento da vida pública e nem propriedade para falar da idoneidade moral do ex-governador Brizola. Em seu artigo o prof. Rafael Brasil diz que colheu as informações do artigo do ex-assistente do colunista Ibrahin Sued e competentíssimo jornalista Elio Gaspari, no qual também não vejo nenhuma moral para citar tais aleivosias. A revista Veja, recentemente num de seus artigos também quis colocar em dúvida perante ao povo brasileiro quanto a honestidade do ex-governador Brizola, no qual foi repudiada veementemente até mesmo por adversários políticos de Brizola como o Senador Antero Paes de Barros e Antônio Carlos Magalhães, sendo que com cifras mais modestas das citadas pelo prof. Rafael Brasil, algo em torno de 40 milhões de reais segundo a revista Veja.

Acho tudo isso uma denúncia vazia e um total desrespeito, até mesmo para uma pessoa que já morreu. Um político da envergadura de Brizola, que nos seus quase 60 anos de vida pública sempre nos honrou com sua postura de estadista e homem reto. Sempre respeitou as instituições democráticas e a legalidade de seu povo perante a elas no qual até mesmo o prof. Rafael Brasil, num passado não muito distante, compartilhou e participou ativamente das mesmas idéias.

Lourenço Souto Maior


O mala e seus prêmios

SOBRE A NOTA DO EDITOR: O Correio apenas, democraticamente, publicou o e-mail do leitor Marcos Tenório e agora o de Marcelo Francisco. Quem é diretor do grupo, quem conseguiu mais prêmios, quem recebeu ou não recebeu telefonema de Valdéria não é problema nosso e sim de vocês. O espaço está aberto a todos e o leitor que julgue.

A respeito dessa nota, creio que vocês divulgaram uma informação errada, já que o próprio Marcos escreveu não como diretor, mas como PROGRAMADOR VISUAL do grupo, como qualquer outro componente. O fato de vocês terem editado a palavra DIRETOR foi o que fez a pessoa ligar para minha casa. Então isso também é problema de vocês. E quanto a quem ganhou mais prêmios, isso não é problema, é uma conquista, minha, de Marcos, e de vocês também pois o nome que levo onde vou é da cidade de Garanhuns!