Garanhuns, 31 de julho de 2004
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura / Diversão
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

Primeiro vestibular de Direito será realizado neste domingo

820 candidatos concorrem às 100 primeiras vagas da FDG


A faculdade que era um sonho, tornou-se direito. Será realizado amanhã, dia 1º de agosto, o primeiro vestibular da Faculdade de Direito de Garanhuns - FDG.

Às 7h45 fecham-se os portões para que os 820 inscritos no Vestibular 2004.2 disputem as 100 vagas oferecidas para o curso de Bacharelado em Direito. Com uma concorrência de 8,9 candidatos/vaga, para o turno da noite, e 7,4 candidatos/vaga, para o turno da tarde, os vestibulandos farão provas de Redação, Língua Portuguesa, Língua Estrangeira (com opção de Inglês ou Espanhol), Matemática, Física, Química, Biologia e Estudos Sociais (Geografia e História). A duração do exame é de 4 horas. A faculdade recomenda que os alunos cheguem com no mínimo 30 minutos de antecedência.

Os candidatos devem estar munidos durante as provas com o original da Carteira de Identidade, caneta azul ou preta, e o cartão de inscrição. É permitido levar água, refrigerantes e balas para a prova.

O resultado do Vestibular será divulgado no próximo sábado, 7 de agosto, e as aulas terão início em setembro.

AESGA - Depois de mais de três anos de luta, a Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns - Aesga, conseguiu trazer à cidade este tão desejado curso. A implantação da FDG dá um novo significado à vida da Faga, que agora passa a se chamar Faculdades de Garanhuns, e engloba, além do curso de Direito, a Faculdade de Ciências da Administração de Garanhuns, com suas linhas de formação em Empreendedorismo, Marketing e Turismo.

A conquista desta nova instituição de ensino superior que nasce em Garanhuns deve-se, em grande parte, aos esforços da professora Eliane Simões Vilar, presidente da Aesga, e sua equipe, que no primeiro semestre deste ano trabalhou incasavelmente para finalizar o projeto da FDG, conseguindo assim a aprovação do MEC para que o curso fosse implantado em Garanhuns.