Garanhuns, 3 de julho de 2004
  Início
  Colunas
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura / Diversão
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
ESPECIAL
 

Pernambuco tem ação modelo na prevenção a acidentes

Os resultados obtidos no Estado com a campanha "Motos: Mais Atenção, Menos Acidentes" serão apresentados nesta segunda-feira pelo diretor-geral do Detran, Laedson Bezerra, durante reunião da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), em São Paulo. A iniciativa do encontro partiu da própria Abraciclo, que tomou conhecimento da campanha realizada em Pernambuco.

Durante a reunião, Laedson apresentará pesquisas locais e nacionais para demonstrar que o índice de acidentes com motocicletas tem se tornado um problema de saúde pública. Atualmente, as vítimas de acidentes com motos ocupam um terço dos leitos de traumatologia dos maiores hospitais da Região Metropolitana do Recife (RMR) e 25% das vítimas destes acidentes ficam mutiladas.

São Paulo - Recentes pesquisas realizadas pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), com vítimas de acidentes de moto na grande São Paulo, revelaram que o uso inadequado torna o veículo seis vezes mais perigoso que o automóvel comum e o índice de mortalidade chega a ser 16 vezes maior. De acordo com a Federação Nacional das Seguradoras (Fenaseg), nenhuma de suas filiadas oferece títulos de seguro de vida privado a "motoboy" ou "mototaxista", sendo estas categorias equiparadas a outras profissões de alto risco, como mineradores ou pilotos de linhas não-comerciais.

Uma das funções da Abraciclo é justamente promover campanhas objetivando o esclarecimento da opinião pública quanto ao uso de motocicletas e a associação tem larga experiência em treinamentos para instrutores, examinadores, frotistas e público em geral.