Garanhuns, 19 de junho de 2004
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CIDADE
 

Garanhuns se prepara para o XIV FIG

Núbia Kênia


Há menos de 20 dias para o XIV Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), que acontece de 8 a 17 de julho, a cidade já começa a montar o "figurino" para sediar o evento mais charmoso e atrativo de interior do Estado. Por todos os lados cerca de 1 700 pessoas, nas mais diversas áreas, começam a arregaçar as mangas para preparar o cenário da festa, que deve atrair um público superior a 500 mil pessoas. Entretanto, segundo o secretário Municipal de Turismo, Ivan de Oliveira Júnior, os preparativos para o FIG tiveram início muito antes, mas precisamente no último mês de março, quando foi elaborado todo cronograma em relação à área de coordenação, e de todos os equipamentos que serão utilizados durante o mega evento.

Até a próxima terça os cerca de 60 camarotes da Esplanada Cultural Guadalajara começam a serem montados, seguidos das mais de 100 barracas afixadas nos pólos culturais e dos diversos palcos. Nas últimas semanas, a Secretaria Municipal se reuniu com as Policias Militar e Civil, Corpo de Bombeiro, Conselho Tutelar, HEMOPE, Hospitais e Secretaria Municipal de Saúde, Geris, para definir o efetivo e as áreas que vão ser trabalhadas este ano.

Desde o início do mês, começaram os trabalhos envolvendo as pessoas que irão trabalhar no setor gastronômico, tendo como novidades a criação de quatro barracas especiais montadas no Parque Euclides Dourado, com 130 mesas que funcionarão como camarotes para o público, que só terá que pagar a consumação de bebidas e comidas nesses locais.

Além disso, foi reforçada a estrutura para atender o turista, que terá a disposição sete receptivos espalhados pela cidade, e um serviço gratuito de city tour, em parceria com a FAGA (Faculdade de Administração de Garanhuns). Nesse serviço o turista que quiser conhecer melhor os pontos turísticos de Garanhuns terá a disposição um ônibus circular, durante os dez dias de evento, saindo dos postos de informação. Componentes de grupos culturais da cidade, como as quadrilhas juninas estilizadas, servirão como guias turísticos.

Para proporcionar mais tranqüilidade ao evento, um efetivo de cerca de 700 pessoas trabalharão na área de segurança do FIG, compreendendo as Policias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros e segurança municipais. Todos os pólos terão uma ambulância de prontidão, durante todo o festival. "Como novidade, para qualquer eventualidade, uma equipe médica da Secretaria Municipal de Saúde estará permanentemente na Esplanada Cultural Guadalajara, local que concentra o maior público", adianta Ivan.

VENDAS Mas os preparativos do XIV FIG não ficam por aí. O comércio também já prepara seu estoque para o aquecimento das vendas nessa época, chegando a triplicar a demanda, a exemplo do Chocolate Artesanal Sete Colinas, cujo chocolate quente é um dos produtos mais vendidos durante o festival. Para atender a grande clientela, o proprietário Flávio Murilo Bezerra explica que desde o mês de abril fez um estoque de produtos e contratou mais funcionários, já que a produtividade é pequena, por se tratar de produtos artesanais. Este ano, além dos pólos de animação, o Santuário da Mãe Rainha também terá um ponto de venda do Chocolate Sete Colinas, como também restaurantes e hotéis e as lojas da avenida Santo Antônio e bairro de Heliopólis.

Outra loja que já está acumulando mercadorias para FIG é a Ferreira Costa, localizada no centro da cidade, que preparou muitas novidades principalmente na sessão de confecções e no setor de presentes, que nessa época tem um acréscimo nas vendas de mais de 25%, de acordo com supervisor da loja Rinaldo Mazer. "Estamos com a sessão de agasalhos e indumentárias para enfrentar o clima do FIG bem abastecida e variada, com preços especiais e condições de pagamentos bem atrativas, aguardando os clientes da cidade e turista que aqui vierem", afirma.

A rede hoteleira da cidade também já comemora antecipadamente a chegada do FIG, com cerca de 60% de vagas preenchidas e boa expectativa de lucros para a temporada.