Garanhuns, 05 de junho de 2004
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
POLÍTICA
 

Prefeito faz prestação de contas e anuncia novas obras

O prefeito de Garanhuns, Silvino de Andrade Duarte, reuniu no último dia 27 de maio, no Círculo militar, a imprensa, políticos, empresários e representantes da sociedade civil, para uma prestação de contas do seu governo, e aproveitou para anunciar dezenas de novas obras que vão mudar o perfil da cidade, e que começam a ser feitas já no mês de junho. Até o final do seu mandato, Garanhuns terá maior infra-estrutura urbana e turística, encerrando com sucesso a administração do governo atual.

Inicialmente os convidados puderam assistir a um vídeo que fez um balanço do Governo Silvino Duarte, mostrando as principais obras do atual governo, como a criação do Pop Shopping, a entrada da cidade, o aterro sanitário, e os avanços na área da saúde, como a criação dos novos postos de saúde da Família (PSFs), e na área da educação a recuperação e construção de nova escolas, como a Escola professor Letácio de Brito, conhecida como Escola da Boa Vista, modelo de educação no agreste.

Coube ao Secretário de Desenvolvimento Econômico, João Guido Inocêncio, a tarefa de anunciar as novas obras que deverão ser implantadas pelo governo municipal, a partir do mês de junho. João Guido informou que o município já tem garantido os recursos: são R$ 12.400.619,69 provenientes de transferências voluntárias (convênios e contratos de repasse), recursos do orçamento Geral da União, no âmbito dos ministérios: Saúde, Cidades e Turismo, além de recursos do Governo do Estado e do próprio Município. As obras devem geram cerca de 1.000 empregos diretos e indiretos.

O prefeito Silvino de Andrade Duarte, disse que as obras se enquadram no objetivo central da administração atual, que é o de cuidar do município e fazer de Garanhuns uma cidade cada vez melhor. O prefeito falou ainda que pretende trabalhar, até o último dia do seu mandato, com seriedade e compromisso, fazendo o possível para que todas as obras sejam concluídas até o mês de dezembro.

As obras que serão realizadas são as seguintes:

SANEAMENTO
- Sistemas existentes: 18,86 %
- Implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário da Bacia do Canhoto que irá atender uma população atual de 15.532 pessoas e uma população futura de 24.715 pessoas, aumentando o índice em mais 12,63 %, perfazendo um total de 28,49 %.

PAVIMENTAÇÃO
TSD (área total = 30.820 m2)

Rua Capitão Pedro Rodrigues (12.800 m2)
Acesso ao Santuário Mãe Rainha (12.800 m2) {Rua Dom Sebastião Paes de Melo e Rua Projetada do Lot. São Carlos e Trecho da Rua Alice Oliveira Pinto}

Parque Fênix (5.220 m2) (Rua Mauro Gonçalves Zacarias, trecho das Ruas Jose Cardoso, Afrânio Carvalho, Glauber Rocha, Antonio Torres Galindo e Dom Avelar Brandão)

CBUQ (área total = 51.092,10)

Rua Francisco Gueiros/Ernesto Dourado; Av. Júlio Brasileiro; Av. Duque de Caxias; Rua Pascoal Lopes; Av. Santo Antonio.

PARALELEPÍPEDOS (área total = 21.614,53 m2)

Rua Carmen Miranda, trecho da Rua Thomaz Maia, Rua Major Pedrosa, Rua Luiz Brasil, Rua Princesa Isabel, trecho da Av. Bom Pastor, Rua Professor Marcos da Fonseca, Rua Manoel Cipriano, Rua 28 de Julho, trecho da Rua Abílio Camilo Valença, 1ª Travessa da Rua Abílio Camilo Valença, trecho da Av. Pedro Cavalcante, Rua Capibaribe, Rua Odilon Pedro Gomes, trecho da Rua Castelo Branco, Travessa da Liberdade, Trecho Rua Edson Régis, trecho da Av. Felipe Camarão e Rua Jose Osório Duque Estrada.

URBANIZAÇÃO
- Cristo do Magano;
- Praça Santa Terezinha;
- Ampliação da Esplanada Cultural Guadalajara (Revitalização da Praça Monsenhor Adelmar da Mota Valença);
- Implantação do Centro de Informações Turísticas (Acesso Leste);
- Construção da Praça do Café;
- Implantação do Centro de Informações Turísticas (Alto Triunfo/Monumento ao Centenário da Loja Maçônica);
- Implantação de Sinalização Turística.

O Governo Municipal tem ainda um plano de desenvolvimento turístico no valor de R$ 183.750,00, e investimentos em eletrificação rural da ordem de R$ 600.000,00, objetivando levar energia elétrica a população que vive fora do perímetro urbano.