Garanhuns, 24 de abril de 2004
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

REPÓRTER DA CIDADE

Marcos Cardoso


O CHORO DE LUÍS - Ao iniciar seu discurso no café da manhã, promovido no Restaurante O Chalé, para anunciar seu nome como pré-candidato do PMDB a prefeito de Garanhuns, Luís Carlos de Oliveira, disse que ninguém deve se surpreender se durante a campanha, ele chorar, pois é muito emotivo. Por conta disso, já foi batizado de candidato chorão.


ALMIR DESMENTE BARTÓ - Nas entrevistas que tem dado, o ex-prefeito Bartolomeu Quidute tem repetido que não fez mais durante o tempo em que governou a cidade, porque recebia pouco dinheiro do Governo Federal. Mas o Dr. Almir Penaforte, que foi vice de Bartolomeu, tem revelado em conversas reservadas que no tempo de Bartó, a prefeitura recebia mais dinheiro do que agora. Quem está falando a verdade?


O POVO QUER SABER I - Se o número de vereadores em Garanhuns realmente cair de 15 para 11, o ex-prefeito Ivo Amaral será mesmo candidato a vereador? É claro que não.


O POVO QUER SABER II - Quem será, e quanto tempo passará no cargo, o futuro novo diretor do Hospital Regional Dom Moura? O Dr. Hugo Leonardo que entregou o cargo na semana passada, conseguiu durar seis meses.


FARMACIA DO LAFEPE - Segundo informações, a Farmácia do LAFEPE, que vende remédio de qualidade produzido aqui em Pernambuco, por preços muito mais baratos que os encontrados nas farmácias tradicionais, será inaugurada em Garanhuns, no fim do mês de maio, no prédio de número 69 da Rua Dom José.


PROCON - Outra boa notícia é a de que, também em maio, deve começar a funcionar, aqui em Garanhuns, uma delegacia da PROCON, para defender os direitos do consumidor local e da região. A delegacia vai funcionar no antigo prédio da EMATER, na Av. Caruaru. Foi o próprio presidente do órgão, Israel Guerra, quem garantiu.


PESQUISA - No último dia 22, data de aniversário do Brasil, que completou 504 anos de existência, perguntamos aos ouvintes da Manhã Total: que presente você daria ao Brasil? A grande maioria respondeu que daria novos políticos, mais comprometidos com o povo.


TIPOS DE SALÁRIO - Circula na internet um texto que define vários tipos de salário. Entre eles, o salário-cebola, que você pega, olha e chora; o salário-cafajeste, que não te ajuda em nada, só te faz sofrer, mas você não vive sem ele; e o salário-menstruação: vem uma vez por mês E dura menos de uma semana, isso quando não atrasa pra assustar todo mundo.