Garanhuns, 24 de abril de 2004
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

São João de prontidão na Campanha de Vacinação do Idoso

Começou no último sábado e termina no próximo dia 30, a sexta Campanha Nacional de Vacinação do Idoso, que pretende levar mais de 10,6 milhões de pessoas acima de 60 anos aos postos de vacinação, para receber a dose contra a gripe, além da vacina chamada "Dupla Adulto", que combate a Difteria e Tétano.

Em São João, distante 12 km de Garanhuns, equipes da Secretaria de Saúde estarão de prontidão, das 8h às 16h, em 10 postos de saúde espalhados na zona rural e urbana, como também na Unidade Josefa Cordeiro Vilaça e no Centro de Saúde para efetuar a vacinação. De acordo com a diretora de Saúde, Drª Severina Farias, além da vacina contra a gripe, a Campanha Nacional oferecerá a vacina contra a pneumonia para idosos internados em casas geriátricas, instituições assistenciais e hospitais, que não tenham recebido a dose nos últimos cinco anos. Deve se vacinar todo idoso que não completou a série de três doses ou não tomou o reforço após cinco anos.

Porém, já nesta sexta, dia 16, a Secretaria de Saúde de São João promove uma manhã dedicada aos idosos, onde profissionais da saúde farão palestras sobre qualidade de vida, e distribuirão de brindes e panfletos. Na ocasião, os idosos participarão de um café da manhã e poderão receber a dose da vacina. O evento acontece no Ambulatório da Unidade Hospitalar, a partir das 9h, e contará com a presença do secretário de Saúde, Dr. José Carlos Maranhão Fernandes, da diretora de saúde, Drª Severina Farias, além de médicos, enfermeiros e auxiliares.

VACINAÇÃO - A vacina contra a gripe diminui em 90% dos casos o risco de contrair a doença, precisando ser tomada todos os anos. De acordo com estimativas do Ministério da Saúde, desde o início das campanhas houve uma redução de aproximadamente 51 mil internações por causa das complicações da gripe.

Mesmo pessoas asmáticas, diabéticas, cardíacas e hipertensas, portadores do vírus da Aids (HIV), com insuficiência renal ou hepática ou com outro estado de baixa imunidade devem tomar a vacina contra a gripe. Entretanto, não podem se vacinar pessoas que tenham alergia comprovada à proteína do ovo e ao mercurocromo ou mertiolate.

Ao contrário do que a maioria pensa, a gripe é uma doença perigosa e pode até levar o paciente à morte. O organismo dos idosos é mais vulnerável à gripe, aumentando assim, os riscos de uma pneumonia.

Segundo informações do Ministério da Saúde, o Governo Federal está aplicando nesta campanha um recurso de R$ 105,1 milhões. Desse total, R$ 87,1 milhões foram destinados para compra de 16,6 milhões de doses de vacina contra a gripe; R$ 7,3 milhões, na aquisição de 300 mil doses de vacina contra pneumococos, que protege contra pneumonias; R$ 4,6 milhões, com repasse fundo a fundo aos estados e municípios para ações de mobilização e treinamento; e aproximadamente R$ 6 milhões para a divulgação da campanha.