Garanhuns, 24 de abril de 2004
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO & MÍDIA

Ronaldo César


Pra que vice?

Com a diminuição da quantidade de vereadores no Brasil e o conseqüente debate que a decisão fez surgir, discussões paralelas aparecem, algumas sem sentido nenhum, mas outras até trariam melhorias, agilidade e economia para o Brasil. Roberto Almeida disse que poderíamos aproveitar a oportunidade para diminuir a quantidade de deputados, visto que só federais são mais de 500, em uma ampla reestruturação como a que passará o poder judiciário. Claro que a discussão não é a importância do poder legislativo, que são casas representativas do povo brasileiro. Apenas idéias preliminares que visam sempre a melhoria do poder publico. Agora pergunto, pra quê vice? Em todos os níveis. Diz-se que o bom vice é aquele que não aparece, então imagine se ele nem existisse, a economia que teríamos para cidades, estados e federação. Ninguém vota no vice. Não interfere com o seu cargo nas políticas implementadas, por vezes assume a titularidade por tão pouco tempo que nem esquenta a cadeira, e isso quando assume, veja-se o exemplo de Garanhuns. Na ausência dos seus titulares os presidentes das câmaras municipais, estaduais e federal assumiriam interinamente. Já que o assunto é cortar cargos políticos, quem sabe?


Entrevista Coletiva

No próximo sábado, 1º de maio, ao meio-dia, estréia na Estação Sat, o programa Entrevista Coletiva, apresentado por este colunista, direto da Churrascaria Terraço. Onde receberá sempre vários convidados entre políticos, desportistas, artistas, empresários, etc. A produção está trabalhando muito para colocar um programa de qualidade no ar.


Entrevista Coletiva II

Várias pessoas estarão trabalhando no programa em diferentes funções; Bosco dos Anjos, Luciano André, Wilk Gonçalves, além dos responsáveis pela página na internet que está sendo confeccionada. Rilton Souza, da Free Idéia, criou o logo do programa que estampará banners, camisetas, adesivos e a home page . Hélder Carvalho, do Studio C, ficará a cargo da captação de imagens. A equipe de vendas está em campo garantindo o sucesso do projeto, atendendo pelo fone 8804.0231.


Vereadores

Com a diminuição da quantidade de vereadores, muito pré-candidato já está desistindo. É que encareceu a disputa e aumentou a quantidade de votos para sentar numa cadeira da casa Raimundo de Moraes.


Vereadores II

É no mínimo injusto ver cidades com 10.000 habitantes com apenas dois vereadores a menos que Garanhuns. Sem contar que tem gente que diz que a economia não será tão grande assim. O dinheiro está lá e agora vai ser dividido por menos gente. Mas, em nível nacional, cortar a quantidade de cargos, verbas pra isso e praquilo outro, vai gerar uma enorme economia, isso vai.


Vereadores III

Bem, tudo isso se o Congresso Nacional não resolver voltar tudo a como estava antes, ou ainda, aumentar em muitas cidades esses cargos.


O candidato do povo

Em recente encontro do partido com gente da cultura, Adolfo Lopes, pré-candidato do PV à prefeitura de Garanhuns, afirmava ser o candidato do povo. Dizia que tem candidato que diz que é o candidato do deputado, outro que é o do prefeito, candidato do governador, até do presidente. "Eu sou o do povo. Quero ser o candidato do povo".


Quem é o candidato

A pouco menos de seis meses da eleição, alguns ruídos nas ruas apontam que o principal candidato de oposição não será quem se pensa que é. Mas tudo bem, tem muita gente que acredita que o da situação também não será.


Partidos partidos

Alguns partidos em Garanhuns estão fazendo jus ao nome, estão partidos. O caso mais comentado é o do PSDB, que tem em seus quadros o presidente da câmara, Sivaldo Albino e a ex-secretária de educação, Girlane Santana, mas que o ex-deputado Carlos Batata afirma estará apoiando Givaldo Calado. Agora ou o partido chega na eleição com constrangimentos em alguns palanques ou Batata aceita que o grupo retome os rumos que direcionam ao prefeito Silvino Duarte. A resposta está nas mãos de Sérgio Guerra.


Esquerdas

Garanhuns deve ser a cidade onde os partidos de esquerda mais buscam a prefeitura de forma isolada. Todo mundo tem candidato. O PT com o promotor Alexandre Bezerra. O PSB com Marlos Duarte. O PV com Adolfo Lopes. O PPS com Givaldo Calado. O PSTU com Paulo Camelo. O PC do B com Dr. Severino. O PDT ainda se define, pode ter ainda Márcio Quirino.


Os Outros

Fechando a cédula. Jorge Branco, do PFL. Luis Carlos, do PMDB e Bartolomeu Quidute, do PTB.