Garanhuns, 10 de abril de 2004
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

COLUNA DE ULISSES

Ulisses Pinto


CÂMARAS MUNICIPAIS - o TSE baixou normas em face da decisão do STF que atendendo pedido de promotores públicos (caso da cidade de Estrela- SP), instruções para todo o país. Redução do número de vagas para o pleito de vereador, a começar de 1º de janeiro de 2005. Centenas de Câmaras serão rebaixadas, inclusive Garanhuns, que vai ficar com 11 vereadores, Recife com 36, Caruaru 14, Cabo de Santo Agostinho 13, etc... Um comentarista de jornal públicou matéria erradamente e até falou que Brejão, Caetés, Capoeiras e Jupi, ficariam com 7 em vez de 9 como é atualmente. Aliás, há muitos anos que o mínimo das Câmaras deste país é mesmo de 9 representantes do povo.

Segundo o Diario de Pernambuco (dia 6 do corrente), os cálculos são baseados no IBGE (2003), em face das populações.

Não foi de nenhuma lei aprovada e sim de uma sentença do supremo, por 8 votos contra 3, referendada pelo TSE que vai solicitar "ainda esta semana aos 151 juízes eleitorais do Estado a resolução nº 21.702 do Superior Tnribunal Eleitoral, de 2 de abril, que limita o número de vereadores por município em todo o país". Escreveu a amiga jornalista, por sinal de muita competência Sílvia Bessa, que os juízes "passarão a cobrar das Câmaras Municipais a adequação da legislação atual ao que dispõe a decisão do Supremo Tribunal Federal nsobre a proporcionalidade entre a quantidade de vereadores e a população". A articulista diz as Câmaras que possuam vereadores em excesso - em Pernambuco, existem 240 em eexcesso, lotados em 74 casas legislativas - terão até o dia 1º de junho para promover a modificação a lei e comunicar aos magistrados. Caso não cumpram a determinação, a própria justiça fixará o número de vereadores para a quatriênio 2005/2008. Não será surpresa a nossa Câmara não tomar conhecimento do TRE da "cobrança". Neste caso, a Justiça Eleitoral determinará as novas normas. Aliás, a Câmara local, teria 17 vereadores a partir de 2005, pois a Lei Orgânica Municipal há uns dois anos, fixou esse número. Mas, agora o nosso eleitorado vai votar e eleger onze representantes, SALVO SE UMA DAS EMENDAS À CONSTITUIÇÃO FEDERAL, SEJA MODIFICADA. Agora, achamos difícil. São quatro delas que estão no Congresso. A do deputado Ivan Ranzolini (SC), seria bom para a nossa cidade que teria 17 vereadores a partir do proximo ano. No momento, existe, um grande movimento junto aos congressistas por parte de órgãos defensores das Câmaras municipais. Agora, a política já está em ação e vamos esperar as atitudes dos senhores senadores e deputados federais.

Estamos torcendo para Garanhuns, ter 17 vereadores. Estes são, os verdadeiros defensores do municipalismo. São os olhos do povo. A grande maioria dos edis seja ele do governo ou de oposição, lutam ao lado dos interesses de suas comunidades. Há também os que diminuem a presença do vereador junto as camadas populares. Isto faz parte do jogo democrático. Agora no nosso entendimento, é falta de ética, candidatos ao cargo, falarem dos mesmos. Só o eleitor, julgará de verdade, nas urnas, o trabalho de cada um. Isto é, de todos os vereadores no país na atual legislatura.


KITTY LOPES - Nossos agradecimentos a companheira de jornalismo Kitty Lopes, pelos elogios, fruto de sua generosidade, a nossa simples pessoa por ter recebido mais uma homenagem no Recife (Unicap), há dias, de Diploma Jornalista José Marques de Mello, primeiro doutor em jornalismo no Brasil e qual é emérito professor da Universidade de São Paulo. A homenagem partiu do escritor e jornalista Carlos Cavalcante, filho das Alagoas (Arapiraca), figura de alta grandeza de dezenas de livros publicados e querido no meio empresarial.

A nota de Kitty foi publicada na sua coluna "Kitty Total", no último número deste jornal independente e criterioso.


MARIA ALMEIDA - Breve iremos publicar neste órgão, o hino do Colégio Santa Joana D'Arc, dirigido pela emérita educadora. Achamos a letra muito bonita (do Janduy). Mas, ainda não ouvimos a música do mesmo. Esperamos que o diretor deste jornal, jornalista Roberto Almeida, apoie a nossa iniciativa de prestigiar ainda mais a querida Maria Almeida, que aconselhamos não se meter em política este ano. Tá?


SABEDORIA - "Luiz Carlos da Farmácia", candidato a prefeito pelo grupo político do prefeito Silvino Duarte, após o café da manhã (O Chalé), recentemente o aludido farmacêutico o qual é agora chamado de "charlatão" pelos adversários, tirou uma foto ao lado de "bacalhau", torcedor fanático do seu querido "Santa Cruz" junto a "Mogeu", este batalhador do Sport. Até Gení, esposa de Luiz se fez presente na tal foto. O candidato do PMDB-PSDB, é defensor do Náutico que certamente é o campeão do 2º turno do campeonato de futebol profissional e que vai medir forças com o Santa Cruz, campeão do 1º turno. Isto aconteceu no lançamento do nome de Luiz Carlos ao Palácio Celso Galvão. Este colunista e o Roberto Almeida, também são alvirubros, com muita honra.


CENTRO RURAL - Completou 33 anos de existência o Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, obra de grande significado pelo saudoso prefeito Luiz Souto Dourado, há dias passados, conforme noticiou o poeta, escritor e jornalista Carlos Janduy. Apenas ele foi mal informado, pois Souto Dourado não sancionou o projeto do querido amigo e parente Osvaldo Ferreira. Dourado, nem vetou e nem sancionou. Foi sim, promulgado pelo presidente do Poder Legislativo da época.

Já escrevemos, uma nota noutro jornal de Garanhuns que o amigo Janduy merece receber o título Cidadania de Garanhuns. Breve falaremos sobre o assunto. Ele é "simples na grandeza" como dissemos num quadro entregue ao amigo de longas datas Carlos Cavalcante, no Recife.


LULA - "As pessoas precisam parar de falar demais e permitir que o governo cumpra o que assumiu com a sociedade. Nenhuma reforma agrária vair ser feita no grito". Na certa, nas "estrelinhas", é uma resposta aos "sem terras" que estão invadindo as mesmas, as produtivas.

Como se observa, os arautos que votaram no garanhuense Lula, são os que mais estão colocando embaraços no seu governo, que é na verdade de centro-esquerda e nunca será de esquerda. A esquerda sonhada pelo amigo engenheiro também filho de Garanhuns, Paulo Camelo, candidato na prefeito local, não terá voz e vez neste pais cobiçado por estrangeiros, notadamente pelo governo americano. Lula e os futuros presidentes do Brasil, devem usar sempre o lema do grande Floriano Peixoto, "Confiar desconfiando"!