Garanhuns, 13 de março de 2004
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

COLUNA DE ULISSES

Ulisses Pinto


NA JUSTIÇA - Na sua fala recentemente pela emissora "Sete Colinas", no novo jornal falado, sob a clarividente chefia de Roberto Almeida, diretor deste jornal, o ex-prefeito Bartolomeu Quidute, disse que o atual chefe do executivo, Silvino Duarte, estava as voltas com a justiça. A propósito, perguntamos ao Dr. Silvino sobre o assunto e ele declarou que era sobre o seu "caso" com o vice prefeito dr. Márcio Quirino. Foi a "briga" entre eles por causa do gabinete na Prefeitura do vice prefeito. Aliás, não surgiu o efeito desejado e o médico perdeu a "parada. Achamos que ele não deveria ter provocado o "diabo com vara curta"...

Também, através do Dr. Clínio, advogado da prefeitura, o juiz Breno Ribeiro, pediu a volta aos cofres da prefeitura, de 100 mil reais relativo a contas no tempo em que o dr. Bartolomeu Quidute era o prefeito, conforme a entrevista feita por Roberto Almeida no tal programa novo das 12 horas. Respondendo perguntas, Bartolomeu disse que foi "armação política" do prefeito atual de Garanhuns por causa da sua candidatura ao executivo local, mas que vai recorrer da decisão à instância superior. Disse também que a prestação de contas (1995) foi por unanimidade de votos aprovada pela Câmara de Garanhuns. Acrescentamos que foi o Tribunal de Contas do Estado que pediu ao Poder Legislativo a rejeição, numa prova evidente que o tal Tribunal não aprovou em algumas partes as tais contas.

Sobre isso, o prefeito Silvino disse que tomou a iniciativa por ter recebido um ofício do Ministério Público. Portanto, não teve nada contra a pressoa do médico Bartolomeu. Apenas, compriu a Lei, pois mesmo com a aprovação pela Câmara da aludida prestação, não teve outro caminho.

É só aguardar o desfecho que deverá durar algum tempo.

Entendemos como certamente não desejam alguns, que nada impede do Dr. Bartolomeu ser candidato e registrar o seu nome na Justiça Eleitoral.


BARROS X BARROS - O deputado José Queiroz, presidente do PDT deste Estado, esteve nesta cidade. Ouviu Margarida Cardoso, presidente da Comissão Provisória dessa organização partidária, seus membros e os dois candidatos a prefeito de Garanhuns, Gedécio Barros, vereador e Márcio de Barros Quirino, vice-prefeito. Como o PTB aceita que Gedécio Barros, poderia ser no vice de Bartolomeu Quidute, como deseja ainda o último, José Queiroz conseguiu que o "caso" seja resolvido com uma pesquisa entre ambos ou seja os dois Barros. O vitorioso sairá candidato ao executivo.

Agora tem uma coisa. "Zé Queiroz" aprecia "Intervenções"... Deseja que o partido tenha candidatura própria para prefeito... Pode ser que por isto, Márcio leve a melhor, desde que, vença as prévias no próximo mês.

Ambos são parentes e homens de bem. Só que, um é católico e o outro, evangélico.

É bom o Dr. Bartolomeu e o seu grupo irem estudando o assunto. Tem outros nomes para ser o vice do médico de Flores que já disse que Garanhunsnn será mais florida com ele no governo municipal, menos o vereador "Cacau" fabricante de chocolate com pimenta" na política contra Silvino...


GIVALDO É CANDIDATO - Sobre o assunto do grupo político que segue a orientação do prefeito Silvino, cada setor, fala uma linguagem diferente a respeito das duas últimas pesquisas. Não vimos o resultado delas, mas daremos um palpite (pode ser errado ou certo). Nas entrelinhas, pela sua conversa em estações de rádio, o Dr. Silvino deu a entender que precisa mais de pesquisas, de ouvir lideranças assim como os presidentes de partidos aliados inclusive, quem sabe, do PT, PV. Aí, vem o nó da história porque o vereador Givaldo, já disse que se o prefeito não der apoio ao seu nome, vai sair candidato. Aliás, Marcel Nogueira, presidente do Partido Popular, o qual tem a maioria do diretório já afirmou numa estação de rádio, que fica também com Givaldo, que espera contar com duas ou três agremiações. Em vista, disso estamos certos que Silvino não vai ficar com Givaldo. Que Silvino a esta altura pode apoiar o PT na pessoa do Dr. Alexandre Bezerra, como pode também organizar uma chapa seguinte: Luiz da Farmácia (PMDB) e Alexandre (PT), este como candidato a vice. Contudo, se o PT aceitar como se vê, a sucessão no momento é muito confusa.

Givaldo deve também desde logo, procurar o seu vice no PV, PSB, PRDT ou conseguir o Alexandre. Agora, o vereador pode continuar no grupo de Silvino, desde que, seja o vice encabeçado por "Luiz da Farmácia" que está lendo o livro famoso de Maquiavel, a fim de aprender astúcias políticas...

Enquanto isto, é candidato pelo PSTU, o engenheiro Paulo Camelo, o Marlos Duarte (PSB) e o empresário irmão da bela Kitty Lopes, Adolfo Lopes, ex-vereador de Brejão.