Garanhuns, 13 de março de 2004
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CIDADE
 

Jornal da Sete conquista liderança

Criado há apenas duas semanas, o Jornal da Sete 2ª Edição, às 12h, na FM Sete Colinas, conquistou uma expressiva audiência no horário. Já na estréia, com a entrevista do prefeito Silvino Andrade, o noticiário praticamente parou a cidade, pois havia uma grande expectativa de que o governante garanhuense poderia anunciar o nome do seu candidato à sucessão municipal.

No dias seguintes, o sucesso se repetiu quando foram entrevistados no jornal o vice-prefeito Márcio Quirino, o presidente da Câmara, Sivaldo Albino, o promotor Alexandre Bezerra, o vereador Givaldo Calado e o ex-prefeito Bartolomeu Quidute.

Além da entrevista ao vivo, que está sendo como que uma marca do programa, o informativo traz notícias da cidade, dados de economia popular, comentários, esportes com Lenildo Ramos e participações de Luciano Andrade, apresentador do Jornal da Sete 1ª Edição.

Nesta semana que passou, o noticiário da Sete Colinas dedicou espaço ao Dia Internacional da Mulher e entrevistou a professora e escritora Luzinete Laporte, ex-secretária de Educação do município. Também foram ouvidas a advogada Ielma Lucena e foi apresentada uma reportagem no presídio feminino da Várzea, quando até as detentas tiveram a oportunidade de falar.

Outra razão do êxito do Jornal, desde os primeiros dias, são as informações exclusivas e em primeira mão que estão sendo dadas pelo noticiário. Assim, o Jornal da Sete foi o primeiro a dar a desistência de Sivaldo Albino em disputar a prefeitura, foi o primeiro a anunciar o nome de Gedécio como vice de Bartolomeu e a vinda de José Queiroz a Garanhuns para desmanchar o acordo entre o PTB e o PDT.

E tem mais: o Jornal da Sete foi o único a anunciar, logo pela manhã, a decisão da justiça condenando o ex-prefeito Bartolomeu Quidute. Depois, ouviu o ex-governante numa entrevista ao vivo durante quase uma hora, com uma repercussão tamanha que obrigou o prefeito Silvino Andrade a convocar uma coletiva para falar sobre o assunto.