Garanhuns, 24 de janeiro de 2004
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO POLÍTICO

Roberto Almeida


PÁSSARO PRETO

O pré-candidato da Oposição em Capoeiras, o empresário Claudino Souza, conhecido como Dudu, é um homem de cor, ou "moreno escuro", como gostam de dizer algumas pessoas pretensamente não racistas. Pois bem, a turma do governo da cidade vizinha, possivelmente incomodada pela boa receptiviade do nome de Dudu, andou ensaiando críticas ao político por conta de sua cor. Não deu outra: os partidários de Claudino assimilaram as críticas e até o apelido que lhe foi colocado pelos oposicionistas. Virou o Pássaro Preto, que daqui a pouco estará circulando até nos adesivos dos automóveis dos carros. Essa coisa de apelido, quando pega, é danado. Foi assim com Batata em 1988, que ganhou a eleição daquela época em Capoeiras, foi deputado estadual e depois federal. Se eu fosse partidário do prefeito Nenen, tinha medo do vôo do Pássaro Preto.


INAUGURAÇÕES

No próximo dia 4 de fevereiro, quando Garanhuns completa 125 anos de emancipação política, o prefeito Silvino Andrade entrega diversas obras a população. Dentre elas o aterro sanitário, o Centro de Zoonoses, a nova escola da Boa Vista e as 14 ruas asfaltadas no bairro de Heliópolis. De Silvino pode se dizer muita coisa, agora, negar sua obra administrativa é difícil, o homem trabalha de verdade.


CALÇAMENTO

Na Cohab II, uma obra da prefeitura que estava se arrastando também deve estar concluída até o mês de fevereiro. É o calçamento da antiga rua 45. O Jornal Marano e o próprio Correio cobraram o término dessa ação, que beneficiará bastante os moradores do bairro Francisco Figueira.


ALIANÇA

Dentro do grupo de Silvino existem políticos defendendo uma ampla aliança para enfrentar o candidato de Izaías Régis à prefeitura. A união de forças seria capitaneada por Givaldo Calado (PPS), tendo o promotor Alexandre Bezerra (PT) na vice. O palanque teria ainda o PMDB, o PSDB, o PP e o PFL. O problema é convencer todo mundo desses partidos a aceitar esse "acordão".


MÉDICOS

Em Lajedo o prefeito Antônio João Dourado prepara uma chapa de médicos para enfrentar o grupo do deputado Adelmo Duarte. O secretário de Saúde do município, Dr. Rômulo Maia, é o mais cotado para encabeçar a chapa, que poderá ter o Dr. Pedro Melo como vice. Pesquisas preliminares apontam Dr. Rômulo com boas condições de vencer o pleito.


MATANÇA

O paróco de Capoeiras, monsenhor Geraldo Batista, que votou em Nenen na eleição passada, disse uma frase interessante na missa, outro dia. Certamente se referindo às críticas do grupo do prefeito, de que "os negros não podem tomar conta da cidade", o religioso lembrou que são os brancos que estão matando gente no município. Monsenhor Geraldo é um homem de cor, como o candidato da oposição, Dudu, e nem por isso deixa de ser uma liderança respeitada do clero.


REJEIÇÃO

Pela primeira vez o deputado Izaías Régis admitiu a um político local que a rejeição de Bartolomeu Quidute nas pesquisas o preocupa. Em cima desse dado da rejeição a Quidute, tem gente do grupo do parlamentar e de outros partidos defendendo a idéia de que o próprio Izaías devia ser o candidato, no caso de algum risco de perder a eleição.


REELEIÇÃO

Padre Ivo já confirmou: é candidato à reeleição em Jupi. Como pré-candidatos de oposição, no momento, existe uma meia dúzia: o ex-prefeito Betinho, o vereador Marcos Viana, Celina do Cartório, o jovem empresário Luca, o atual vice-prefeito, Dr. Fernando, e se fala até no proprietário do Mec Garanhuns (que é natural de Jupi), o José Augusto. A divisão, claro, favorece o sacerdote.


OUT DOORS

Leitor atento dessa coluna garante que os out doors e calendários de Adolfo Lopes, pré-candidato do PV à prefeitura de Garanhuns foram feitos com uma ajudinha de dois prefeitos: João Mendonça (Belo Jardim) e Antônio Dourado (Lajedo).


CANDIDATO

Padre Aldo Mariano, vigário geral da Diocese de Garanhuns, já é 95% pré-candidato à prefeitura de São Bento do Una. Segundo ele, existem hoje no Brasil 70 sacerdotes participando diretamente da política, alguns até com o apoio dos seus bispos. Por isso Pe. Aldo espera não ter problemas com D. Irineu.


CHUVAS

As chuvas que caíram na região, no início de janeiro, trouxeram uma enorme alegria para milhares de pessoas em Garanhuns, Capoeiras, Caetés, Paranatama, São Bento, Saloá, Águas Belas, Lajedo, Jupi e outras cidades. No dia 15, logo depois da maior das trovoadas, o clima foi de festa no Agreste Meridional, que estava sofrendo um bocado com a seca. Até o prefeito de Capoeiras, Nenen, entrou como um raio no estúdio da Rádio Marano, depois da chuva, para falar com alegria que as barragens do seu município estavam com fartura de água. Parecia até que o homem tinha ganho na mega sena, de tão contente. Ele e o prefeito da cidade vizinha, Zé da Luz, parecem entender que os barreiros cheios garantem mais votos do que os carros-pipa.