Garanhuns, 27 de dezembro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
POLÍTICA
 

Orçamento Anual está de acordo com a Lei

O Vereador Givaldo Calado de Freitas se posicionou, favoravelmente, à aprovação da proposta orçamentária, encaminhada à Câmara Municipal, pelo Prefeito Silvino de Andrade Duarte.

Segundo Givaldo, a referida proposta importa em R$ 53,5 milhões, suficiente para atender as necessidades mais prementes do município, que tem sede de mais recursos, mas que, lamentavelmente, por suas limitações, não dispõe de adequadas condições que lhe permita dispor de um maior orçamento. Para se ter uma idéia do dimensionamento de nossa proposta, basta que se compare o orçamento de Garanhuns com os orçamentos de cidades como o Cabo de Santo Agostinho ou Ipojuca, quase quatro vezes maiores.

O que não se entende mesmo é alguém dizer que o prefeito teria enviado uma peça de ficção à Câmara, como se porventura a proposta orçamentária em discussão não correspondesse à realidade do município. As peças orçamentárias que examinei com meus colegas, na Câmara, e referentes aos exercícios de 2001, 2002 e o em curso de 2003 corresponderam plenamente ao prognosticado, o que demonstra que as previsões do Prefeito Silvino, no que respeita as suas propostas orçamentárias sempre se comportam dentro de nossa realidade. Orçamento é matéria séria, e esse assunto eu procuro analisar com o maior cuidado, em respeito à população - finaliza Givaldo Calado de Freitas.

Prefeitura de Garanhuns - O Presidente Regional do PPS e Prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Elias Gomes, disse que o partido, na medida em que coloca o nome do Vereador Givaldo Calado de Freitas como pré-candidato a prefeito de Garanhuns está, na verdade, disponibilizando o nome de um dos seus melhores quadros para dar seguimento à administração do operoso Prefeito Silvino de Andrade Duarte.

Na mesma linha de raciocínio têm se colocado os Deputados Raul Jugmann e Carlos Batata, tendo todos se referido à capacidade empreendedora de Givaldo, chegando a afirmarem que Givaldo é um político honrado e que engrandece Garanhuns, sendo, portanto, um excelente nome para gerir a cidade depois do Prefeito Silvino de Andrade Duarte.

Projeto Avançar - O Vereador Givaldo Calado de Freitas disse na solenidade de conclusão do curso do Projeto Avançar, da Escola Aderbal Jurema, que aquele Projeto do Governo foi resultado de uma grande obra de engenharia política na área da educação, e que merecia todo apoio e entusiasmo da população.

Segundo Givaldo, a estrutura programática do Projeto permite que jovens e adultos possam, em apenas 18 meses, concluírem o curso médio, colocando-os em condições de poderem participar de vestibulares, e tirando-os do atraso a que se impunham através dos anos.

A maior vantagem do Projeto Avançar é que ele também profissionaliza os seus participantes para o mercado de trabalho. "Vocês não devem ficar por aqui. Vejo que vocês estão com um semblante alegre e feliz, e esse estado de espírito de vocês deve avançar na busca de outras conquistas na área do conhecimento" - concluiu Givaldo.

Obras municipais - Após a entrevista que o Prefeito Silvino de Andrade Duarte concedeu, no auditório do Centro Administrativo, à imprensa de Garanhuns, contando com as presenças de Secretários Municipais e do Vereador Givaldo Calado de Freitas, o Chefe do Poder Executivo convidou a todos para visitar várias obras em andamento de sua administração, dentre elas as do Aterro Sanitário, as da Escola Municipal da Boa Vista e as do Posto de Saúde da Avenida Augustinho Branco.

Segundo Givaldo, as obras que estão em construção pelo município são de grande importância para Garanhuns e, sem dúvida, o destaque fica para as obras do Aterro Sanitário que colocará Garanhuns em situação privilegiada em matéria de destinação final de seu lixo. "Não tenho dúvida em dizer que poucas são as cidades que tratam o seu lixo da maneira que vamos tratar o nosso, inclusive capitais como o Recife, que ainda hoje não sabem o que fazer de seu lixo. Nós, seguramente, vamos saber" - diz Givaldo.