Garanhuns, 13 de dezembro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
POLÍTICA
 

Izaías destaca necessidades do Agreste na lei do Estado

Agricultura, turismo, infra-estrutura, educação, cultura e saúde. Estas foram as áreas priorizadas pelo deputado estadual Izaías Régis (PTB) para a proposição de emendas à Lei Orçamentária Anual (LOA) 2004, apresentada pelo Governo do Estado com um planejamento de ações e projetos.

Na programação estabelecida pela Secretaria de Planejamento de Pernambuco, poucas foram as ações programadas para beneficiar a região do Agreste Meridional. O deputado Izaías Régis, entretanto, apresentou 42 emendas para acrescentar ações que contemplem a área. A maioria delas, referente à área de saúde, no toteal de onze emendas.

Entre as propostas, encontram-se algumas das principais necessidades do Agreste Meridional, como aquisição de cinco ambulâncias, capacitação de pessoal e melhoria nas instalações físicas do Hospital Regional Dom Moura, em Garanhuns, que atende cerca de 500 mil moradores da Região. As demais emendas relacionadas com a saúde pública referem-se à implantação das Vigilâncias Ambiental, Epidemiológica e Sanitária nos municípios, criação de programas de imunização e acompanhamento de ações do SUS em diversas prefeituras.

Para valorizar os serviços de educação pública na Região, Régis sugere a abertura de três mil vagas para os programas Alfabetizar com Sucesso e Alfabetização Cidadã, destinados ao ensino básico para crianças e adultos. Além disso, o parlamentar criou uma emenda para destinar R$ 400 mil para fortalecimento e expansão de núcleo de ensino de música e a qualificação profissional para 200 professores de escolas públicas da Região.

Na área de produção rural, o deputado Izaías Régis procurou observar alternativas que supririam diversas carências da população, como a destinação de R$ 3 milhões para a criação de um centro tecnológico de educação profissional para a melhoria da produção animal. Além disso, distribuição de sementes e apoio à profissionalização da agricultura familiar foram outros pontos ressaltados.

Para o deputado Izaías Régis, a ausência de um parlamentar do Agreste Meridional na Assembléia Legislativa poderia agravar ainda mais as carências da Região. Se não houvesse algum deputado do Agreste Meridional na Assembléia, nenhuma destas ações seriam direcionadas para a Região. "O Agreste Meridional não poderia ter sido tão esquecido como foi até hoje. É importante que o Governo saiba que o povo de lá precisa ser respeitado e ter suas necessidades supridas", desabafa.