Garanhuns, 13 de dezembro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
POLÍTICA
 

Bartolomeu mantém liderança em pesquisa da Opine

O ex-prefeito Bartolomeu Quidute (PTB) mantém a preferência dos eleitores de Garanhuns para vencer a eleição do próximo ano. Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Opine, da capital pernambucana, se o pleito fosse realizado no atual momento político Bartó teria 34% dos votos, contra 9,7 de Givaldo Calado e Ivo Amaral, que empataram no segundo lugar.

Na terceira colocação ficou o vice-prefeito do município, Márcio Quirino (PDT), com 7,5%, seguido de Sivaldo Albino (PSDB), que obteve 7,2%, Almir Penaforte (PP), com 5,7% e Luís Carlos Oliveira (PMDB), que chegou aos 5,2%. O pré-candidato do PT, Alexandre Bezerra, ficou com 3% e os outros nomes colocados no cartão estimulado ficaram abaixo desses índices.

O Instituto Opine realizou pesquisa também com um cartão circular, contendo um número menor de candidatos. Neste caso, Bartolomeu subiu para 45% das intenções de voto, Givaldo ficou com 13%, Márcio obteve 12,6%, Alexandre Bezerra cresceu até os 6,6% e Almir Penaforte atingiu 6,4%.

Num confronto direto entre Bartolomeu Quidute e Sivaldo Albino ou Almir Penaforte, o ex-prefeito venceria a eleição atingindo 57,9% dos votos, contra 21% de um dos adversários. Se o candidato do PTB fosse Izaías Régis não mudaria muita coisa e o seu grupo teria cerca de 55% contra os mesmos 21% do candidato de Silvino.

A pesquisa mostra que Bartolomeu é mais forte no eleitorado de 45 a 60 anos, entre as mulheres e as pessoas de baixa renda, ficando sua candidatura mais frágil na juventude, nas classes média e alta e entre os homens. Existem áreas da cidade, como o bairro da Liberdade, onde o ex-prefeito atinge 70% da preferência do eleitor.

Apesar da liderança, Quidute ainda tem um índice de rejeição que pode ser considerado alto, próximo dos 10%. À frente dele só Ivo Amaral, que não seria escolhido de jeito nenhum por 16,7% dos moradores do município e Givaldo Calado, com 10,5% de rejeição.

A rejeição dos outros pré-candidatos foi a seguinte: Sivaldo Albino 5,2%, Adolfo Lopes (PV) 4,5%, Márcio Quirino 3,2%, Alexandre Bezerra 2,5%, Jorge Branco 2%, Luís Carlos 1,7% e Almir Penaforte 1,2%.