Garanhuns, 13 de dezembro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CULTURA
 

Roberto Carlos mantém a majestade

Apesar da inclusão de duas ou três músicas inteiramente dispensáveis e da regravação de "Seres Humanos", o novo CD de Roberto Carlos - o único com músicas inéditas nos últimos anos - serve para comprovar que RC ainda mantém a majestade (o mais longo reinado da Música Popular Brasileira, na expressão do jornalista José Teles, do Jornal do Commercio), apesar de ter perdido o título de campeão de vendas em disco já há alguns anos.

"Pra Sempre", o novo trabalho do artista, tenta manter a formula de "Amor Sem Limite", trabalho que celebra o "amor bem sucedido", em homenagem a Maria Rita. Mesmo meloso em excesso em algumas faixas e piegas em outras, Roberto nos brinda com pelo menos três músicas lindas: "Todo Mundo Me Pergunta", "Acróstico" e "O Encontro", esta última prevendo um inevitável reencontro com o grande amor da vida de sua vida.

A canção título "Pra Sempre", que lembra muito a conhecida "Emoções" e a quarta faixa do CD, "Com Você", na linha de "Como Vai Você", de Antônio Marcos, são também muito bonitas, dentro do estilo romântico do cantor capixaba. "Eu Vou Sempre Amar Você" (de Eduardo Lages e César Augusto), também merece ser escutada. Interessante é que as melhores músicas do disco dispensaram a parceria com Erasmo e foram composta por Roberto Carlos sozinho, "chorando a cada verso", como chegou a declarar em entrevista.