Garanhuns, 29 de novembro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

Polícia prende mulher acusada de participar do seqüestro

Núbia Kênia


Esta semana policiais da 2º DP de Garanhuns, chefiados pela delegada Débora Bandeira, prenderam Simone Ferreira de Moraes, 25 anos, acusada de participar do seqüestro da comerciante Luzinete Zeferina Cavalcanti Pessoa, 55 anos, mais conhecida por "Luzes", ocorrido no último dia 20, por volta das 8 horas, quando a vítima foi arrastada da frente de sua residência, situada a rua Alice Dourado, 154, bairro de Heliopólis, há cerca de 100 metros de uma guarita do Exército que dá acesso a Vila dos Oficiais.

Além de Simone, no mesmo dia da investida, o serviço de inteligência da Policia Militar de Garanhuns estourou o cativeiro, e libertou a vítima, e prendeu Ivan Timóteo da Silva, 27 anos, conhecido por Rodriguinho, considerado o chefe do bando. Ele é natural de Canhotinho, mas morava em São Paulo, onde é acusado de participar do narcotráfico. Estava em Garanhuns há 20 dias, e morava junto com seus comparsas em uma casa alugada no bairro das Brasília. Entretanto, no início do ano esteve na cidade onde praticou alguns assaltos. A policia militar chegou aos suspeitos através de denúncias anônimas.

Entretanto mais três pessoas, cujos nomes não podem ser revelados para não atrapalhar a captura, estão sendo procuradas pela equipe de investigadores da 2ª DP, que acredita que logo efetuará a prisão dos mesmos. "Entretanto, tudo leva a crê que essa quadrilha seja bastante articulada, inclusive com ramificações em São Paulo e Alagoas, aonde praticou outros seqüestros", revelou Dr. Débora.

SEQUESTRO - De acordo com as informações colhidas pela polícia, a investida dos seqüestradores ocorreu quando a comerciante estava retirando o carro da garagem para ir com o marido para a Loja Luzes Magazine, de sua propriedade. "Eles entraram na garagem, renderam a vítima e anunciaram o seqüestro. Depois levaram Luzes em Pálio Weekend, cor branca, placa MBA 05 30 (AL), para o cativeiro em um sítio em São José da Laje", contou a delegada.

Os acusados não chegaram a fazer nenhum contato com os familiares da vítima, mas segundo a delegada, no primeiro momento os integrantes do grupo disseram que iriam pedir R$ 8 mil reais para libertar a comerciante, em outro depoimento disseram que pediriam R$ 30 mil. Tudo leva a crê que iam utilizar esse dinheiro para financiar outros crimes posteriormente, possivelmente outros seqüestros", revela a titular da 2ª DP, que está a frente do inquérito policial.

Luzinete Cavalcanti é proprietária há cerca de 18 anos da "Lojas Luzes", situada na av Rui Barbosa, 550, uma das principais avenidas da cidade. Tem quatro filhos, uma delas casada com o empresário Paulo de Tasso, proprietário da Rede de Farmácia Permanente, com filiais nas cidades de Caruaru, Recife, e nos Estados da Paraíba e Maceió.