Garanhuns, 29 de novembro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
GERAL
 

Pe. Aldo comemora 10 anos de ordenação sacerdotal

Roberto Almeida


No próximo dia 12 de dezembro o padre Aldo, Vigário Geral da Diocese, estará comemorando 10 anos de ordenação sacerdotal. A data será marcada por uma programação social e religiosa que começa no dia 10, com a entrega do título de Cidadão de Garanhuns, na Câmara Municipal, numa iniciativa do ex-vereador Eraldo Caxiado. No dia 11, celebração na igreja de São Bento do Una, onde o pároco atuou durante seis anos e é uma figura muito querida da comunidade. No dia 12, padre Aldo celebra na Catedral de Santo Antônio e no dia 13 inaugura a igreja do Sítio Paulista, aqui em Garanhuns.

Devido ao prestígio que conquistou em São Bento, quando lá atuou, padre Aldo tem tido seu nome constantemente lembrado como pré-candidato a prefeito daquele município, com apoio do empresário Paulo Pereira, conhecido como "Paulo Bodinho". Embora não tenha decidido ainda se vai ingressar na política, o religioso lidera as pesquisas na terra dos Valença, à frente do atual prefeito do município, Paulo Afonso, do PFL, que faz uma gestão considerada conservadora e ineficiente. O Vigário Geral da Diocese de Garanhuns, no entanto, tem preferido se dedicar ao seu trabalho pastoral e no momento está mais preocupado com a festa pelos seus 10 anos de ordenação.

HISTÓRICO - Natural de São Pedro do Cordeiro, distrito do município da Pedra, em Pernambuco, José Aldo Mariano tem 39 anos, tendo nascido em 11 de fevereiro de 1964, pouco antes do golpe militar que infelicitou o Brasil durante tantos anos. Filho de José Mariano Neto e de Irene Mariano da Silva, o padre fez seus primeiros estudos na cidade de Venturosa, tendo completado o ensino fundamental e médio em Arcoverde. Nesta última cidade, militou no Movimento Estudantil e participou da Pastoral da Juventude.

O hoje Vigário Geral da Diocese estudou Teologia e Filosofia no Recife, no ITER e no Seminário Imaculada Conceição, em João Pessoa, na Paraíba. No dia 12 de dezembro de 1993, durante as comemorações dos 75 anos da Diocese de Garanhuns, sob as bênçãos de Nossa Senhora de Guadalupe, foi ordenado sacerdote pelo bispo Dom Tiago Postma, já falecido.

SÃO BENTO - Em seis de janeiro de 1994, uma data muito especial em São Bento do Una, padre Aldo foi empossado como 15º vigário da paróquia do Senhor Bom Jesus dos Pobres Aflitos. Na ocasião, terminava a festa do padroeiro da cidade, com gigantesca procissão que impressionou o novo sacerdote.

Aldo Mariano, então, reorganizou a Pastoral Litúrgica, a Pastoral da Juventude, a Pastoral da Crisma, o Conselho Paroquial de Pastoral e o Conselho Econômico. Investiu na conscientização da importância da Assembléia Paroquial e procurou dar à festa do padroeiro um caráter mais celebrativo e festivo.

Realizou em 1995 as Santas Missões Redentoristas, que significaram um novo impulso para os ideais de uma igreja de participação e de comunhão. A partir daí, foi possível organizar melhor as comunidades, distribuindo de forma mais eficiente os ministérios. E posteriormente foram formados os Conselhos Comunitários de Pastoral.

O religioso investiu na formação dos agentes pastorais, em sintonia com a prioridade diocesana. A formação dava-se através de encontros, retiros, escolas bíblicas nas comunidades, além da criação da Escola Paroquial de Formação, que possibilitou o surgimento do E.C.C e E.J.C, movimentos que contribuem ainda hoje na evangelização de casais e jovens.

AVANÇO - Em relação à infra-estrutura da Paróquia houve uma avanço significativo com padre Aldo. Com a ajuda e empenho das comunidades foram construídas sete capelas, a menor delas com 650 m2.

Como vigário de São Bento do Una ele concluiu a capela de Nossa Senhora de Fátima (Rua Nova), reformou e ampliou o C.T.P. (Centro de Treinamento Pastoral Pe. José Orlando Duarte), recuperou a capela de Nossa Senhora das Dores (Sítio Campo Limpo), reformou a sacristia e adquiriu novos bancos para a Igreja Matriz. Também reformou a Casa Paroquial, ampliou a capela de São José (Gama) e reformou a casa da paróquia, que fica ao lado da Igreja de Nossa Senhora de Pérpetuo Socorro. Reformou ainda a secretaria paroquial e conseguiu a aquisição de terras para construção da capela de São Sebastião (Alto Santiago).

EVENTOS - Padre Aldo Mariano criou eventos que deram mais vida e motivação a caminhada da paróquia de São Bento do Una. Dentre eles podem ser citados: A Manhã Eucarística por ocasião da Festa de Corpus Christi, Feira Bíblica, Encontro de Pentencostes, Caminhada Penitencial na noite da Quinta-Feira Santa (12 km de Queimada Grande a São Bento do Una, que reuniu mais de 10 mil pessoas em 1999) e abertura da festa do padroeiro com a presença das comunidades.

Ele transformou o leilão de animais da festa do padroeiro no maior leilão do País, chegando no ano 2000 a marca de 506 garrotes. Por tudo isso, recebeu do jornal Folha do Rio Una, edição de fevereiro de três anos atrás, o seguinte elogio: "Num período de seis anos Pe. Aldo conseguiu mudar radicalmente a situação da paróquia. Neste período ele resgatou o sentimento de amor a terra e a auto-estima da população, além de reativar a tradicional Festa do Bom Jesus".

Por iniciativa de padre Aldo Mariano, a Celebração Eucarística do dia cinco de janeiro de cada ano passou a ser dedicada aos Filhos Ausentes de São Bento do Una. Em compensação, o Grupo Recordando São Bento, que já lançou quatro Cds reunindo artistas da cidade, fez-lhe uma homenagem no disco do ano 2000, através de uma composição de Clávio Valença.

GARANHUNS - No dia 13 de fevereiro de 2000, Pe. Aldo foi empossado como Vigário da Catedral de Santo Antônio, em Garanhuns. Com pouco tempo na terra das sete colinas começou a desenvolver um trabalho dinâmico, voltado para o crescimento das pastorais, movimentos religiosos, serviços e comunidades.

Na cidade das flores realizou as santas missões redentoristas, no intuito de impulsionar a paróquia para uma ação pastoral eficiente. Criou o informativo A Catedral, dinamizou a festa do padroeiro Santo Antônio, organizou a Pastoral do Dízimo, implantou o ECC, a Pastoral da Acolhida, Infância Missionária, instituiu novos Ministros Extraordinários da Eucaristia, além dos conselhos Paroquial da Pastoral e Econômico Paroquial. Padre Aldo também construiu as capelas do Sítio Paulista e bairro Dom Tiago, reformou a Casa Paroquial e atualmente está reformando e ampliando o Centro Pastoral Santo Antônio.

Antes de chegar a São Bento do Una, Pe. Aldo lecionou História da Igreja por cinco anos, no Instituto Teológico de Caruaru, ITEC, e no Seminário Arquidiocesano Imaculada Conceição, em João Pessoa. No período de 1995 a 1999 exerceu o cargo de vice-presidente da Comissão Regional de Presbíteros. Por sua atuação nos trabalhos diocesanos é que foi nomeado por Dom Irineu Roque Scherer como Vigário Geral da Diocese de Garanhuns e Chanceler da Cúria Diocesana, em dois de de abril de 1999.

Cidadão de São Bento por decisão da Câmara dos Vereadores, o padre despediu-se do povo de Deus e da paróquia do Senhor Bom Jesus dos Pobres Aflitos no dia 10 de fevereiro de 2000, por determinação do bispo diocesano, que o transferiu para a Catedral de Santo Antônio eme Garanhuns.

Nesses últimos 10 anos, São Bento do Una e Garanhuns tiveram a graça de ter Pe. Aldo como vigário. Em nossa região, a Diocese local pode ser considerada privilegiada por contar com sua presença amiga, sempre disposto a ajudar e a partilhar o que tem, sejam bens materiais, sejam palavras amigas.