Garanhuns, 08 de novembro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
ESPECIAL
 

Vertentes ganha abastecimento d'água do sistema Jucazinho

O problema de abastecimento d' água na cidade de Vertentes foi resolvido, ontem, com a inauguração de mais uma obra do ramal Norte do sistema de Jucazinho, beneficiando diretamente mais de seis mil pessoas.

A obra facilitará, também, o abastecimento de outras seis cidades, através de carros-pipas, atendendo um total de 15 mil pessoas. Durante a inauguração, o governador Jarbas Vasconcelos anunciou que até dezembro próximo, o município de Caruaru e outras cinco cidades, também serão abastecidos pelo sistema.

No total, as obras da adutora de Jucazinho envolvem recursos de R$ 162 milhões do Governo federal, através do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS), e R$ 26 milhões de recursos estaduais. A primeira etapa que foi inaugurada ontem, atende aos municípios de Vertentes, Surubim, Santa Maria do Cambucá, Casinhas, Vertente do Lério, Frei Miguelinho, Salgadinho, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe.

A partir do próximo ano, o sistema deverá assegurar abastecimento pleno a Caruaru, atendendo ainda as cidades de Passira, Cumaru e Riacho das Almas e, no futuro, Bezerros e Gravatá. Para o Governador, a chegada definitiva da água a Vertentes pode ser comemorada como um grande acontecimento, considerando também que em breve a zona rural será beneficiada.
"A água, disse, é essencial à sobrevivência humana. Daí a importância de levar este benefício a estas populações", reforçou o Governador. Ele ressaltou, ainda, que espera continuar contando com o apoio do Governo Federal para estender esse benefício a todo o Estado.

Na ocasião, o Governador disse ter reiterado junto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a necessidade de auxílio para os mais de 60 municípios pernambucanos, atualmente em estado de emergência, por conta da seca que atinge praticamente todo o semi-árido do Estado. "Antes de se pensar em transpor as águas do rio São Francisco, deve-se carrear as verbas necessárias para concluir os programas já iniciados, como a adutora do Oeste, a de Tabocas, ou mesmo, concluir o Sistema Jucazinho", ponderou. Na opinião de Jarbas, o maior problema do Estado e de todo o Nordeste é a seca. Por isso, acrescentou, "devemos juntar nossas forças políticas Estado, municípios e o Poder Legislativo na busca dos recursos necessários junto ao Governo federal e outros organismos, com o objetivo de minimizar os desastrosos efeitos da estiagem".