Garanhuns, 25 de outubro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

REPÓRTER DA CIDADE

Marcos Cardoso


NATAL DOS SONHOS - Foi uma grande festa a apresentação do projeto Natal dos Sonhos, promovida pela CDL Garanhuns no último dia 18. O desafio lançado pelo presidente Luís Carlos de Oliveira e sua diretoria, para que fosse apresentado um projeto, foi vencido pela arquiteta garanhuense Andréa Pimentel. A partir do dia 15 de novembro, a Avenida Santo Antonio, ruas Dom José e Nilo Peçanha, serão decoradas com o que há de mais moderno em termos de enfeites natalinos e acima de tudo, muita luz, para que Garanhuns volte a viver o seu Natal dos Sonhos. Toda campanha publicitária está sendo desenvolvida pela Avesso Comunicação e contará com chamadas na tv, rádio e outdoor

ROCAM PEDE SOCORRO - A equipe da ROCAM em Garanhuns passa por momentos difíceis. Os 19 policiais militares treinados para fazer o policiamento em motos contam, atualmente, com apenas duas motos, das seis que foram inicialmente postas em funcionamento. Isso sem falar que nos fins de semana as motos são deslocadas para o município de Águas Belas. Sem dinheiro para manutenção, as motos quebradas ficam paradas, deixando pior, o já precário serviço de policiamento na cidade. Nove motos novinhas foram adquiridas para o 9o BPM, mas continuam na capital, esperando que a Secretaria de Defesa Social tenha a boa vontade de libera-las. Enquanto isso, os policiais treinados ficam de braços cruzados e a população mais insegura.

MÁRCIO CONFIRMA CANDIDATURA - O vice-prefeito Márcio Quirino disse, na Manhã Total, que continua candidato a prefeito pelo PDT e que não manteve nenhum entendimento com o PTB para desistir da candidatura, apoiar Bartolomeu Quidute e, em troca, ser nomeado diretor da escola profissionalizante do SENAI em Garanhuns.

CADÊ O DINHEIRO? - Funcionários da Prefeitura Municipal de Garanhuns, que trabalharam durante o Festival de Inverno deste ano, ainda não viram a cor do dinheiro. Segundo informações, cada um teria direito a uma gratificação de R$ 300,00, que ainda não foi paga. O pior é que também não há previsão de quando será paga. Talvez no próximo festival.

ESPAÇO CULTURAL - O Hotel Shalom, na Esplanada Guadalajara está com os dias contados. A partir de 2004 os proprietários do prédio que não interessa mais ao Governo Municipal, vão transformar os 27 apartamentos em galerias de arte, para abrigar os artistas da cidade e região. Serão desenvolvidas atividades com crianças, jovens e adultos, visando dar um maior apoio aos artesãos, escultores e pintores, além de incentivar o surgimento de novos rumos para o artesanato local. O SEBRAE já está sendo contactado para desenvolver o projeto do Espaço Cultural Simoa Gomes.

O POVO QUER SABER? - Quando é que o Governo Estadual vai resolver o problema da falta de merenda nas escolas de Garanhuns? A situação é tão grave que muitos alunos já abandonaram as salas de aula por não terem o que comer e as aulas de reposição, por conta da greve dos professores no início do ano letivo também estão comprometidas. Pelo jeito, o tempo das vacas gordas, anunciado pelo presidente Lula ainda não chegou para quem está estudando de barriga vazia.

JABÁ EM BRASÍLIA - O prefeito de Brejão, Sandoval Cadengue; o deputado estadual Izaías Régis, e o vereador garanhuense Cacau, todos do PTB, estiveram recentemente em Brasília, tentando conseguir verbas para investimentos no vizinho município. Levaram 140 quilos de queijo de coalho, carne do sol e mel de uruçu para distribuírem com ministros e seus assessores. Segundo o vereador Cacau, foi tanto jabá que até a polícia federal desconfiou, pensando se tratar de algum contrabando. Mas a tática funcionou e o dinheiro foi liberado. É uma dica para os prefeitos da região.

PRESENTE DE GREGO - O Governo do Estado deu um belo presente de grego às escolas de Garanhuns e região, exatamente no dia do professor, 15 de outubro. Anunciou um concurso público para contratação de dois mil professores da rede estadual de ensino, mas só para as escolas do Recife e Região Metropolitana. Por mais esforço que a diretora da GERE, Professora Cleonice Vaz, faça para defender a atitude da Secretaria de Educação, a revolta é geral, pois a grande maioria das escolas estaduais do agreste sofrem com a falta de mestres. Agora, os professores estão apelando aos deputados estaduais da região, no sentido de pressionarem o governo para que o interior também seja beneficiado.