Garanhuns, 25 de outubro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
OPINIÃO
 

Café da manhã

(Crônica de Rossini Moura)


O destaque do mês de agosto, logo no seu comecinho, fica por conta do 4º aniversário do Correio Sete Colinas, chegando ao número 100 e contrariando os apologistas, que não acreditavam que o Correio passasse do número 5.

Roberto Almeida mobilizou seus colaboradores, venceu barreiras quase intransponíveis, mas superou as expectativas negativas, e fez os apologistas engolirem essa doutrina agourenta. O Correio Sete Colinas não vive de pré-vendas, vive de uma linha editorial intercâmbio, que brilha pela independência de informação, tanto é assim que conquistou a confiança do mercado e das agências de publicidade, programando suas bases nas parafolias de anúncios de seus clientes no jornal sério, compromisso com alto nível das suas reportagens.

A imprensa é um veículo de comunição dos mais estimulados. O Correio Sete Colinas encaixa-se nesse perfil, porque sem estardalhar reportagens, garimpa notícias com a mesma obstinação de quem garimpa ouro. Um jornal com notícias enxutas, bem elaboradas, sem tendências políticas, que é outro tipo de paixão. Tem de ser respeitado e aplaudido e é isso exatamente o que está ocorrendo com o Correio.

Primeiro: ele respeita e prima pela ética, para em seguida receber o mínimo da respeitabilidade. Escamotear notícias e casos, esconder nos porões da covardia fatos que precisam ser levados ao público não faz parte da pauta desse dimensário, a grande credibilidade é isso, é caminhar com suas prórias pernas, apoiado na estima e consideração de uma região que em pouco tempo, em apenas 5 anos tem como sua leitura de cabeceira - duas vezes ao mês - um jornal que está em dia com o seu tempo, com o tempo da sua cidade.

Olhando você encontra as alegrias de Kitty, os poemas em formações literárias de Janduy, as prazerosas tiradas de Raulzito, os artigos inteligentes de José Rodrigues, Marcílio Luna, Rafael Brasil, as colunas de Marcos Cardoso e do próprio Roberto Almeida, seu titular, e agora ganhando mais notoriedade com a participação de Alexandre Marinho e a coluna Notícias de Brasília. A Prefeitura Municipal de Garanhuns congratula-se com todos que fazem esse jornal, de cinco anos de circulação apenas, mas que revela competência absoluta, como se tivesse 50 anos de experiência.

Este café da manhã é pra ser tomado em boa companhia, com a companhia saudável do Correio Sete Colinas, que estimula sua leitura servindo na nossa primeira refeição, com cardápio de notícias alvissareiras e positivamente corretas. Com uma imprensa rica em impor mais, Garanhuns sente-se fortalecida para se tornar cada vez melhor.


(Crônica lida na Rádio Jornal, logo depois do aniversário do Correio e resgatada graças à colaboração do Secretário Roberto Cardoso).