Garanhuns, 25 de outubro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
ESPECIAL
 

POBREZA

Um projeto piloto para redução da pobreza, combate às desigualdades sociais e estímulo ao desenvolvimento local sustentável vai ser aplicado nos 11 municípios de Pernambuco com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). A iniciativa está em fase de planejamento e os investimentos começam em janeiro de 2004. Estão previstos recursos para as áreas de educação, saúde, infra-estrutura hídrica e apoio às atividades produtivas.

Para implementação do projeto já começaram a ser capacitados técnicos das secretarias de Planejamento, de Desenvolvimento Urbano, e de Produção Rural e Reforma Agrária. O treinamento, iniciado na última segunda-feira, prossegue até o próximo sábado. Entre as 20 pessoas em treinamento e que vão participar das ações para elevar o IDH dos 11 municípios do Agreste Meridional e Sertão do Moxotó, estão os técnicos do Projeto Renascer que já atuam na área de combate à pobreza rural.

A proposta segundo a coordenadora do Renascer, Brenda Braga é promover ações articuladas para impactar o desenvolvimento das regiões mais pobres do Estado, evitando a pulverização de recursos. "Desta forma, vamos procurar mudar o perfil de municípios como Águas Belas, Caetés, Iati, Saloá e Manari. As intervenções para promover o desenvolvimento local sustentável devem envolver, além das secretarias estaduais, também prefeituras, conselhos, sindicatos e organizações não-governamentais", finalizou.