Garanhuns, 25 de outubro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO CULTURAL

Carlos Janduy


Karla Cybele lança seu primeiro CD

Com um público bastante significativo, aconteceu no dia 09 deste mês, o lançamento do CD "O Porto", de Karla Cybele, dentro da programação de aniversário do Colégio Diocesano de Garanhuns, um dos principais responsáveis pela realização do disco, que teve um repertório cuidadosamente escolhido, contendo composições já consagradas da Música Popular Brasileira e músicas inéditas de autores da terra e que contou com a produção musical do mestre Roberto Lima, da Digital Home Studio (Garanhuns).

Além do Prof. Albérico Fernandes, diretor do Diocesano, outros nomes de destaque em nossa cidade, como o radialista Gerson Lima, o jornalista Roberto Almeida e o compositor Ronaldo César, deram importantes depoimentos sobre a intérprete, que disse na ocasião estar realizando um grande sonho e que se não fossem alguns grandes amigos e o apoio cultural de algumas empresas, não teria conseguido produzir o CD.

Dois belíssimos clips foram mostrados num telão durante o lançamento, graças a competência e a generosidade de Mário Gomes, da Trilha Edição Vídeo. A cantora ainda apresentou três canções do disco, acompanhada pelo jovem tecladista Júlio César, que participou de duas faixas do CD.

Quem gosta de uma boa música e uma bela voz, não pode deixar de escutar o CD de Karla Cybele. Tenho certeza que maiores oportunidades aparecerão na vida desta cantora, para que ela obtenha o devido reconhecimento do público e o merecido sucesso.


"Fantasmas Paradoxais No Sol Nascente"

No próximo dia 30, quinta-feira, Aderbal Alexsandro Pincho Monteiro estará lançando o seu primeiro livro, "Fantasmas Paradoxais No Sol Nascente", no Salão de Eventos do SESC Garanhuns, às 20 horas.

Aderbal Pincho é natural de Garanhuns e passou mais de trinta anos no estado do Rio Grande do Sul, tendo morado na cidade de Erechim. Atualmente tem se dedicado a escrever suas experiências de vida, publicando agora este livro de auto-ajuda. Aderbal já está terminando o seu segundo livro, e certamente irá lançá-lo no próximo ano.


"Sou Um Professor"

"Eu sou um professor Nasci no primeiro momento que uma pergunta saltou da boca de uma criança. Tenho sido muitas pessoas em muitos lugares.

Sou Sócrates, estimulando a juventude de Atenas a descobrir novas idéias por meio de perguntas.

Sou Paulo Freire, construindo com tijolos o passaporte para a leitura.

Sou Ayrton Senna, que transformou sua fama de herói esportista em recursos para educar crianças em seu país.

Sou Vanderlei Geraldi, fazendo das salas de aula meus "portos de passagem".

Os nomes daqueles que exerceram minha profissão constituem uma galeria da fama da humanidade: Jesus, Buda, Paulo Freire, Confúncio, Montessori, Emília Ferreiro, Moisés...

Eu sou também, aqueles nomes e rostos que já foram esquecidos, mas cujas lições e cujo caráter serão para sempre lembrados nas realizações dos que educam.

Já chorei de alegria em casamentos de ex-alunos; ri de felicidade pelo nascimento de seus filhos e me quedei de cabeça baixa, em dor e confusão, junto a sepulturas cavadas cedo demais, para corpos jovens demais.

No decorrer de um dia, já fui chamado para ser artista, amigo, enfermeiro, médico ou treinador; tive que encontrar objetos perdidos ou emprestar dinheiro; fui motorista de táxi, psicólogo, substituto de pai e mãe, vendedor, político e guardião da fé.

Eu sou um paradoxo: quanto mais escuto, mais alta se faz ouvir minha voz. Quanto mais estou disposto a receber com simpatia o que vem de meus alunos, mais tenho para oferecer-lhes.

Riqueza material não é o meu principal objetivo, mas eu sou um caçador de tesouros, dedicado em tempo integral à procura de novas oportunidades para meus alunos usarem seus talentos e buscando sempre descobrir seu potencial, às vezes, enterrado sob o sentimento do fracasso.

Um médico pode trazer uma vida ao mundo num só momento mágico. A mim é dado cuidar que a vida renasça a cada dia com amor de verdade.

Um arquiteto sabe que, se construir com amor de verdade, sua obra, com certeza, vai durar para sempre.

Sou um guerreiro, que luta todos os dias contra a pressão de colegas, contra a negatividade, o medo, o conformismo, o preconceito, a ignorância e a apatia. Mas tenho grandes aliados: a inteligência, a curiosidade, a fé, o amor e o riso. Todos vêm reforçar minha trincheira.

E assim, tenho um passado rico de recordações. Tenho um presente desafiador, cheio de aventuras, porque me é dado passar todos os meus dias com o futuro.

Sou um professor... e agradeço a Deus por isso, todos os dias."

Schalatter, John W.