Garanhuns, 27 de setembro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO POLÍTICO

Roberto Almeida


GRUPO FORTE

O grupo do deputado Izaías Régis ficou mais fortalecido com a desistência de padre Carlos em disputar a prefeitura. Primeiro porque tem o candidato que lidera as pesquisas, segundo porque é a única facção política que tem dois candidatos muitos fortes - Bartolomeu e o próprio Izaías - e terceiro porque o ex-paróco da Boa Vista era o único que ameaçava se transformar numa liderança política popular, podendo assim ocupar o espaço do ex-prefeito.

O prefeito Silvino Andrade ainda não tem candidato e se começar a inventar muito corre o risco de passar um vexame no próximo ano. O vice-prefeito Márcio Quirino, com essa ida para o PDT, tornou-se uma incógnita: como fica sua relação com o governo Jarbas? Poderá ter o apoio de Armando Monteiro? E Gedécio, aceitará passivamente que o vice-prefeito dispute pelo partido? São perguntas que só poderão ser respondidas mais na frente.


GABINETE

Um petista deu outro dia ao colunista uma informação surpreendente. É que em Caetés, governada por Zé da Luz (PT), não existe o gabinete do prefeito. Segundo essa fonte, não precisa, pois Zé Luiz vai pouco ao município e quando vai prefere fazer visitas na cidade e zona rural.


PESQUISA

A pesquisa realizada pelo Correio e publicada na última edição, deu uma movimentada na cidade. No geral todos elogiaram o levantamento, como o presidente da Câmara, Sivaldo Albino (PSDB), e o deputado estadual Izaías Régis (PTB). Os dois políticos, inclusive, tinham pesquisas para consumo interno que "batiam"direitinho com a do jornal.


SURPRESA

Alguns ficaram surpresos com o percentual atingido por Ivo Amaral na pesquisa, chegando a "estranhar", porque o ex-prefeito não tinha aparecido ainda em outros levantamentos. Mas se não colocavam o nome do homem no jogo, como ele poderia aparecer?

CONTESTAÇÕES

Houve também quem questionasse a pesquisa contratada pelo jornal, por não ter sido feita por um instituto consagrado. De posse de outros levantamentos feitos na cidade, o vereador Cacau (PTB), tomou a defesa do Correio. Segundo ele, "a pesquisa está certa e quem está criticando é porque está com ciúmes".


MÉDICO

Mais um médico começa a criar interesse pela política de Garanhuns. Dr. Alcindo Menezes, ginecologista e presidente da Unimed do Agreste Meridional, já está filiado ao PL e é uma das opções de vice na chapa encabeçada pelo PT. Alguns petistas sonham com a chapa Alexandre Bezerra/Alcindo Menezes. São dois nomes respeitados na cidade e podem dar uma mexida no quadro político local.


EXPLICAÇÃO

O padre Carlos André escreveu 14 páginas para tentar explicar sua desistência de concorrer à prefeitura de Garanhuns. Na catedral lotada, muito emocionado, o sacerdote não conseguiu ler o pronunciamento todo e terminou por não convencer totalmente os que durante dois anos levantaram seu nome aqui no município. Mas os que acham que "lugar de padre é na Igreja" adoraram.


MUDANÇA

Muitos que foram rever o padre Carlos acharam que ele está mudado. No jeito de olhar, de falar e até de andar. Alguns se perguntam o que aconteceu de fato que levou o sacerdote a esquecer seus sonhos de fazer de Garanhuns um lugar mais justo.


JESUS

O padre, no entanto, deu uma explicação espiritual no proncunciamento de 14 páginas que levou à catedral de Santo Antônio. "No retiro eu me vi nos ombros de Jesus. E quando comunguei vi ali, naquele momento, que não deveria disputar a prefeitura de Garanhuns", disse Carlos André, caindo no choro.


FELICIDADE

O religioso disse ainda que quem tentasse ficar contra sua decisão de se dedicar somente à igreja estaria "contra Deus". E garantiu estar feliz, pela opção por uma vida espiritual. Alguém que participou do seu grupo nos últimos dois anos, olhando o padre no altar, saiu-se com esta: "se isso aí é felicidade eu prefiro estar infeliz".


FELICIDADE II

Feliz mesmo estava o bispo Dom Irineu, na catedral de Santo Antônio. Depois que chegou a Garanhuns já promoveu um rodízio dos padres, mesmo contra a vontade de muitos e agora conseguiu enquadrar padre Carlos André. Só não conseguiu mexer com o monsenhor Geraldo Batista, de Capoeiras, agora apontado como o "padre mais macho da Diocese".


PFL NOVO

A partir deste sábado o PFL de Garanhuns ganha nova cara. O advogado Jorge Branco, ex-secretário de Turismo do município e diretor da Rádio Marano FM, assume o comando do Partido da Frente Liberal em Garanhuns. Está determinado a concorrer à prefeitura, em 2004, e conta com o respaldo do pai, o ex-deputado José Tinoco, do vice-governador do Estado, Mendonça Filho, do deputado André de Paula e do senador Marco Maciel. O radialista Marcos Cardoso deverá ser a figura chave no setor da comunicação de Jorginho, como é conhecido pelos amigos.

Com a ascenção de Jorge, o ex-prefeito Ivo Amaral, os ex-vereadores Paulo Gomes e Alzira Andrade Lima, além dos empresários Luciano Oliveira e Luis Carlos, resolveram se filiar ao PMDB, em ato que será realizado neste domingo. O candidato do Silvino poderá sair desse grupo.